Estados e municípios devem entrar na reforma da Previdência em PEC paralela | Fábio Campana

Estados e municípios devem entrar na reforma da Previdência em PEC paralela

O Senado deverá incluir os servidores públicos estaduais e municipais na reforma da Previdência Social por meio de uma segunda proposta de emenda à Constituição (PEC). Com isso, o texto principal da reforma (PEC 6/2019) poderá ser aprovado pelos senadores no próximo semestre sem alterações.

A nova PEC caminhará ao mesmo tempo que a PEC 6, mas permitirá que o grosso da reforma da Previdência seja promulgado mais cedo. O Senado deve analisar o texto da reforma principal em agosto e, se não efetuar mudanças sobre ele, a conclusão dependerá apenas dos prazos regimentais.


2 comentários

  1. servidor
    domingo, 14 de julho de 2019 – 13:53 hs

    a coisa tá longe da realidade …

    * O “servidor comum! hoje em dia, só aposenta com 30 (M) e 35 (H), não tem FGTS (um salário a mais por ano trabalhado), tem que ter idade mínima de 55 (M) e 60 (H), data base é coisa rara, RPPS sucateado, dilapidado e roubado, paga 11% sobre tudo o que ganha e se aposenta com menos, depois que aposentada continua a pagar a previdência social (!1%), uma minoria tem algum benefício adicional (VT, AA, VA, ..) e mesmo assim querem colocá-lo como os vilões do Estado.

    Quanta mentira se propaga por aí pra enganar o cidadão incauto e desinformado !

  2. domingo, 14 de julho de 2019 – 15:22 hs

    Espero que eu esteja enganado e o Senado inclua os estados e municípios na PEC 6/2019, sem segunda proposta como querem alguns deputados.

    Caso atendam o que querem os deputados, vai indicar que o Senado não serve mesmo para nada…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*