Romanelli pede fechamento imediato de praça de pedágio | Fábio Campana

Romanelli pede fechamento imediato de praça de pedágio

O deputado Romanelli (PSB) e o prefeito Neto Haggi (MDB) entraram com ação popular em que pedem a suspensão imediata da cobrança de pedágio e o fechamento imediato da praça entre Cambará e Andirá, na BR-369, reaberta pela Econorte no último sábado, 1º de junho. A ação foi protocolada nesta sexta-feira (6) na 6ª Vara Federal de Curitiba.

“A reabertura da praça de pedágio na BR-369 atenta contra a legalidade. A praça foi retirada do contrato quando foi substituída pela praça de Jacarezinho. Ela não existe mais desde o aditivo de 2002. Como é que se reativa algo que não existe no contrato de concessão?!”, indaga Romanelli.

Segundo Romanelli, além de ilegal a reabertura da praça é também absolutamente imoral. “É um privilégio que não faz sentido algum. A empresa – que cobrou a mais dos paranaenses, superfaturou obras e serviços – está sendo beneficiada com um novo ponto de cobrança. Lembro que ao transferir a praça para Jacarezinho a Econorte faturou quatro vezes mais. O povo paranaense já pagou pedágio de sobra”, salientou.

Prejuízos – Na ação, o prefeito Neto reafirma que a reativação da praça traz graves prejuízos econômicos para a região. “A BR-369 é via de trânsito obrigatória para centenas de milhares de agricultores, estudantes, trabalhadores que todos os dias se deslocam entre os municípios de Cambará, Andirá, Bandeirantes, Jacarezinho, Barra do Jacaré, entre outros municípios, chegando a passar até mais que uma vez por dia por esta praça de Pedágio. Como conciliar uma ida e volta diária de R$ 43,80?”

A praça entre Cambará e Andirá estava fechada há 16 anos e foi reaberta pela concessionária no dia 1º de junho de 2019. A medida foi tomada depois que a Justiça Federal determinou o fechamento da praça de Jacarezinho, no cruzamento da BR-153 e PR-092, por solicitação da Operação Integração da força tarefa da Lava Jato.

Indignada, a população da região está utilizando estradas municipais para desviar da cobrança na BR-369. Vídeos e fotos de carros circulando por vias vicinais sem asfalto circulam nas redes sociais. Um dos caminhos alternativos ao pedágio está na Estrada Municipal Água Suja e Casa Nova. O acesso é feito pela própria pela BR-369, no sentido Andirá, na altura do km 28, mais 900 metros.

Fora do contrato – De acordo com a ação protocolada na Justiça Federal, a reabertura da praça de pedágio Andirá-Cambará, retirada do contrato, é totalmente ilegal, porque não esta mais prevista em contrato já que as partes acordaram em retirá-la.

“Fato é que uma vez substituída a praça Andirá-Cambará, via termo aditivo 34/2002, não há o que falar em reativar a praça retirada do contrato, sem que outro termo de ajuste seja entabulado entre as partes, situação que inexiste até o presente momento”, cita a ação.

Além disso, ação indica que há fortes indícios de que a concessionária tenha que ressarcir o Estado e usuários por todos os prejuízos causados por cobrar tarifas superfaturadas e abrir praça de pedágio não licitada, bem como, por orçar obras muito acima do que seria razoável, sem falar na supressão das obras.

“Tal fato atenta contra os direitos dos usuários e de todos os paranaenses, diante de 20 anos de atos abusivos, hoje desvendados e tornados públicos da população”, traz o texto da ação popular.


7 comentários

  1. Ein Sof
    sexta-feira, 7 de junho de 2019 – 20:36 hs

    Parabéns, Romanelli.

  2. Paulão
    sexta-feira, 7 de junho de 2019 – 21:13 hs

    O Romanelli somente agora resolveu dar uma de bonzinho em relação ao pedágio, e a questão que se coloca é porque ele quando líder dos governos Requião e Richa nada fez nesta direção, e sim muito ao contrário.Portanto, nas próximas eleições as urnas lhe darão um tremendo veredito , que aliás ele já vem decrescendo, e seu destino já está selado.

  3. Luiz Flávio
    sexta-feira, 7 de junho de 2019 – 21:51 hs

    Deputado, por que nao teve esta posição a 8 ou 12 anos atrás???? Principalmente quando foi lider do governo corrupto de Beto Richa??? Acha que somos idiotas????? Idiota é vc tentando enganar os paranaenses para consegiir se reeleger ano que vem

  4. Larry de Camargo Vianna Nascim
    sábado, 8 de junho de 2019 – 9:53 hs

    Este ser aí ñ é o fura catraca?

  5. Jose lll
    sábado, 8 de junho de 2019 – 11:38 hs

    Esse deputado e tão distraído, que não, sabe se perdeu o cachorro, ou achou uma coleira nova. Ha mais de 15 anos, protegeu as “pequenas incorreções”praticada na cobrança do pedágio, e hoje que tirar “dividendos” o Brasil não tem jeito mesmo. Para você eleitor desenformado eu digo: (até cego vê, que ” Romanelli” só esta afim de você)

  6. Professor
    domingo, 9 de junho de 2019 – 18:12 hs

    Este Romanelli apoiou manter a aposentadoria criminosa para Beto Richa e outros chupins, e agora faz de conta que luta contra o pedágio. Por que não abre processo contra o governador Ratinho, que é quem comanda a AGEPAR, agência fiscalizadora dos contratos de pedágio? Não somos idiotas!

  7. aparecido nunes barbosa
    sexta-feira, 14 de junho de 2019 – 14:09 hs

    se reclama de tudo. por que os descontentes nao entram com outras acoes populares com o mesmo pedido ? qualquer cidadao pode entrar com ação popular. se e politicagem ou nao, esta iniciado o proceso. criticar faz parte de um direito democratico, mas facam voces alguma coisa entao.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*