Juíza manda soltar diretores da JMK | Fábio Campana

Juíza manda soltar diretores da JMK

Os diretores e funcionários da JMK, presos há dez dias foram soltos na tarde de hoje. Eles estavam presos há dez dias pela Operação Peça Chave, deflagrada pela Polícia Civil para investigar fraudes no contrato de manutenção da frota oficial do estado. O alvará de soltura foi expedido pela juíza Sayonara Sedano, da 8.ª Vara Criminal de Curitiba.

O empresário Aldo Marchini, titular da JMK, cumpriu prisão temporária no Complexo Médico Penal de Pinhais, juntamente com um filho, sócios e administradores: Julio Vernalha Guimara~eos, Alessandro Marchini, Jorge Barboza Reis, Cainão Morais e Ghillerme Pereyra. A JMK tinha contrato com o governo do estado desde 2015 e era responsável pela manutenção de 18 mil veículos oficiais. Segundo as denúncias da Polícia Civil, teria desviado R$ 125 milhões – fato não confirmado nem mesmo por fontes do governo.


2 comentários

  1. SERGIO SILVESTRE
    quinta-feira, 6 de junho de 2019 – 22:20 hs

    Os bandidos dizem,Sayonara,Sayonara,não vamos sai pra nunca mais vorta.

  2. Manoel Jorge
    sexta-feira, 7 de junho de 2019 – 8:50 hs

    Com todo o respeito ao nosso Judiciário…..vergonha!!!!!
    É a comprovação de que só ficam presos os 3P.
    O desfalque dado pela JMK, foi responsável direto pelo não atendimento de ocorrências em todo o Paraná. Em ultima análise vidas foram ceifadas por conta da irresponsabilidade desses marginais. Mas eles tem o poder monetário nas mãos….e isso ainda conta muito.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*