Caso de "vaca louca" barra exportação de carne bovina | Fábio Campana

Caso de “vaca louca” barra exportação de carne bovina

O Ministério da Agricultura do Brasil suspendeu exportações de carne bovina do país à China após a confirmação de um caso atípico de doença de “vaca louca” em Mato Grosso, afirmou nesta segunda-feira o representante de uma importante empresa exportadora. Informações da Exame.

A suspensão é uma medida preventiva que atende ao protocolo sanitário entre os dois países e foi confirmada oficialmente pelo Ministério. Segundo nota do ministério, a expectativa é de que vendas de carne bovina para os principais clientes do Brasil sejam retomadas em breve, pois a suspensão é “protocolar e não de risco sanitário”.

Em posicionamento oficial, o Ministério da Agricultura diz que “não houve proibição das exportações, apenas uma suspensão temporária protocolar. Trata-se de uma medida automática prevista em documento de 2015, assinado entre Brasil e China. Como se trata de uma medida protocolar e não de risco sanitário, a expectativa é que acabe logo o embargo. Em tempo razoável, as autoridades chinesas irão avaliar os documentos já entregues pelo Brasil por meio da embaixada brasileira em Pequim ao governo chinês. As negociações entre Brasil e China para outros assuntos continuam. Além disso, o status do Brasil para “vaca louca” permanece como risco insignificante. Foi um caso atípico e isolado”.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*