"Voltou a roubalheira", diz Romanelli | Fábio Campana

“Voltou a roubalheira”, diz Romanelli


“Voltou a roubalheira, o pedágio não tem limite e continua lesando o bolso do paranaense. As concessionárias, além não fazer as obras previstas no contratos, demonstram uma sanha avassaladora em prejudicar a economia do Estado”, afirmou hoje o deputado Luiz Claudio Romanelli, sobre a decisão da Econorte de retornar a cobrança das tarifas de pedágio na praça de Cambará. O preço para carros será de R$ 21,90 e para caminhões com dois eixos de R$ 38,60. Com informações da Assessoria.

No dia 21 de maio, a Justiça Federal autorizou a Econorte a reativar a praça de pedágio para realizar a cobrança da tarifa. Além de autorizar a cobrança na praça, a Justiça determinou que a concessionária retome as obras do cruzamento em desnível em Santo Antônio da Platina. Mas Romanelli discorda. Ele quer uma compensação ou um encontro de contas do que já foi pago a mais pelos usuários no pedágio da rodovia.

“Nos dois anos que faltam para o fim do contrato será impossível reparar o prejuízo sofrido pelo usuário, ou seja, continuar a cobrança é manter a roubalheira”, completa. “Já é um escárnio e mais um insulto à população. No momento em que Lava Jato revela os esquemas de propinas entre agentes públicos e o pedágio e que até os acordos de leniência são questionados, vemos mais essa afronta, a volta da roubalheira com o retorno da praça de Cambará e a cobrança da tarifa”, disse.


11 comentários

  1. Paulão
    sexta-feira, 31 de maio de 2019 – 17:45 hs

    Como líder nos governos Requião e Beto Richa o Romanelli nada fez, e agora no apagar das luzes do atual modelo de pedágio ele quer apresentar alguma coisa para ficar bem na foto. Não se iluda deputado pois o tempo da memória curta do eleitor já passou. Portanto, se prepare para o ostracismo, pois as eleições de 2022 será o encerramento de sua carreira.

  2. xiru de palmas
    sexta-feira, 31 de maio de 2019 – 18:14 hs

    Não dá para deixar de comentar:
    Onde estava este senhor nos últimos anos quando as concessionárias não faziam absolutamente nada de suas obrigações?
    Me responda senhor ROMANELLI

  3. Toti
    sexta-feira, 31 de maio de 2019 – 18:14 hs

    Q deputado CARA D PAU!! esse aí joga o jogo do poder

  4. Ein Sof
    sexta-feira, 31 de maio de 2019 – 18:31 hs

    Ratinho, por favor não renove as concessões!
    Estes preços não são abusivos, eles são, literalmente, um assalto.

  5. Waldir
    sábado, 1 de junho de 2019 – 8:23 hs

    Roma então faça a CPI do quadro negro .

  6. fred
    sábado, 1 de junho de 2019 – 10:06 hs

    a ingenuidade desssa gnte é demais kkkkk nao conhecem a atuação do Romanelli mesmo, invejosos, quem ta no ostracismo são vcs, os “sem votos” kkkk

  7. bs
    sábado, 1 de junho de 2019 – 12:30 hs

    Alguém ainda acredita em políticos, por favor eleitores todos os políticos são mestres em enganar o mais céticos.
    O pedágio começou com o Lener e vai continuar com o Ratinho.
    Quem paga a conta é a ninguezada que vota nesses parasitas.

  8. Paranaense Roxo
    sábado, 1 de junho de 2019 – 12:57 hs

    Mas como tu és uma CARA DE PAU, Romanelli !!!

  9. walter sommerhoff
    sábado, 1 de junho de 2019 – 13:11 hs

    Este deputado é um hipócrita, um dissimulado. Aproveita a insatisfação geral contra o pedágio para fazer demagogia, pois nos anos passados nada fez. Ele pensa que o povo é burro.

  10. Carlos Alberto
    domingo, 2 de junho de 2019 – 0:04 hs

    Piada esse Romanelli. Líder do Requião e do Richa e o pedágio mais caro do país. Você é um demagogo! Poderia nos contar porque abrigou todo o time da cida e do Richa em seu gabinete e diretorias da Alep? Porque não explica como o Zé Beto Maciel trabalha aí na alep e antes no palácio?

  11. Valter Ramos Avelino
    terça-feira, 4 de junho de 2019 – 12:18 hs

    Infelizmente nos tratam como capacho. Um pedagio na divisa SP e PR, ns cidade de Ourinhos e Jacarezinho é um cerssiamento as pessoas de ir e vir.
    Além desse cerssiamento é do conhecimentode todos, o quanto esse pedagio prejudica a economia local.
    É uma vergonha pars o poder publico e para as pessoas que estao por traz dessa falcatrua.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*