Romanelli defende redução de 50% das tarifas de pedágio | Fábio Campana

Romanelli defende redução de 50% das tarifas de pedágio

Em entrevista à rádio CBN Cascavel, o deputado Romanelli (PSB) classificou novamente o modelo de pedágio implantado no Paraná como “perverso” e defendeu a redução imediata de 50 % das tarifas, além da execução de obras de duplicação previstas nos contratos originais entre as concessionárias e o Estado. “Temos um modelo perverso contra o usuário, poucas obras, tarifas altas e uma insegurança enorme jurídica nos contratos. Venho afirmando isso há mais de 20 anos”, disse Romanelli.

“As tarifas tem que ser reduzidas em no mínimo 50 % com a realização de obras de duplicação das rodovias para adequar a infraestrutura de transporte às necessidades para escoar a safra do nosso Estado com segurança e agilidade”, completou.

NOVO MODELO – Os atuais contratos de concessão se encerram em 2021 e Romanelli defende que as novas concessões sejam geridas por uma empresa pública eficiente, a exemplo da Copel da Sanepar. “Eu não faria a concessão para empresas privadas, eu criaria um modelo de sociedade de economia mista, por exemplo, Copel e Sanepar, com administração do Estado”, disse.

O governador Ratinho Junior (PSD) anunciou que vai devolver a concessão das estradas do Anel de Integração, formado por 2,5 mil quilômetros de rodovias federais e estaduais, para serem licitadas pelo governo federal.

O Paraná, segundo nota da Agência Estadual de Notícias, terá 4,1 mil quilômetros de rodovias estaduais dentro do novo pacote de concessões. Além do Anel de Integração, a União vai licitar a concessão das PRs 323, no Noroeste, 280, corredor do Sudoeste, e 092, no Norte Pioneiro, a BR-153, conhecida como Transbrasiliana, e os contornos de Londrina, Ponta Grossa e Cascavel.

LESIVO – O deputado repetiu as duras críticas ao acordo de leniência assinado entre a concessionária Rodonorte e o Ministério Público Federal. Para Romanelli, o acordo é contrário ao interesse público e não contou com a anuência do Estado, através da Procuradoria Geral do Estado e nem do DER-PR (Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná).

Pelo acordo, a empresa ficou obrigada em pagar uma indenização de R$ 360 milhões aos usuários, que serão abatidos com a redução de 30 % das tarifas, e investir outros R$ 350 milhões em obras.

Segundo Romanelli, o prejuízo causado pela Rodonorte é muito superior a esses valores e as obras mais importantes não entraram no acordo, citando as duplicações da BR-376 entre Ponta Grossa a Apucarana e da PR-151 entre Piraí do Sul e Jaguariaíva.

“Na minha avaliação, o acordo é contrário ao interesse público. Calcula-se que a Rodonorte já deu um prejuízo de mais de R$ 2,8 bilhões para o Estado, essa é a hora de exigir que eles façam a duplicação das rodovias”, frisou.


9 comentários

  1. Bruno
    terça-feira, 14 de maio de 2019 – 22:34 hs

    “Nera” ele o líder do governo ano passado? Cansado de políticos que usam pautas populares para auto promoção!

  2. CLOVIS PENA - Palavras........
    quarta-feira, 15 de maio de 2019 – 6:22 hs

    Vamos ser mais claros .

    Além de palavras, algo mais de concreto, de objetivo ao longo de tantos anos ???

  3. Tia Amélia
    quarta-feira, 15 de maio de 2019 – 7:21 hs

    Por que não fez isto no Governo do Requião com mentira do Abaixa ou Acaba?

  4. Fabio
    quarta-feira, 15 de maio de 2019 – 8:06 hs

    CARA DE PEROBA! Vc acha que ninguém te conhece ? Há quantos anos no Legislativo, e como afirmou, defendendo redução de tarifa, pq não apresentou antes projeto neste sentido?????? Pq não lutou com unhas e dentes para acabar com essa excrecência criado e implantado por Lerner????? Não precisamos de deputados hipócritas. Precisamos de parlamentares que defendam os paranaenses deste capitalismo selvagem e indecente que se apoderou do Paraná, impondo altas tarifas nos PEDÁGIOS, no consumo da ÁGUA e ENERGIA ELÉTRICA, para atender e distribuir lucros aos acionistas destas empresas. Acordem Paranaenses.

  5. Larry de Camargo Vianna Nascim
    quarta-feira, 15 de maio de 2019 – 9:00 hs

    Quem catracou quem?

  6. EU
    quarta-feira, 15 de maio de 2019 – 11:55 hs

    KKKK. Que cara de pau!
    O assunto já poderia estar resolvido desde quando este oportunista foi líder do desgoverno do requião e do beto na ALEP.
    Mas se resolve, perde a bandeira política, a retórica e os votos daqueles que o vem perpetuando no poder.
    Explica aí deputado, porquê ainda não baixou o pedágio?

  7. luis
    quarta-feira, 15 de maio de 2019 – 12:40 hs

    O ROMANELLI ESTÁ DEFENDENDO OS INTERESSES DAS CONCESSIONÁRIAS, pois a diferença para ir ao nosso litoral por SC ou pelo PR é muito maior que 50%.

  8. PitBull
    quarta-feira, 15 de maio de 2019 – 15:23 hs

    Deputado VAGAU, para de fazer demagogia depois de mamar na teta das concessionárias por 20 anos.

  9. Kay
    quarta-feira, 15 de maio de 2019 – 23:07 hs

    Soube que tá de olho na presidência da assemblêia.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*