Projeto obriga atletas trans a competirem na modalidade do sexo original | Fábio Campana

Projeto obriga atletas trans a competirem na modalidade do sexo original

Sóstenes Cavalcante, do DEM do Rio de Janeiro, acaba de protocolar mais um projeto de lei na Câmara que tem tudo para gerar uma enorme gritaria entre alguns atletas e efusivos aplausos por parte de outros.

A proposta estabelece o sexo biológico como critério exclusivo para a definição de gênero de participantes de competições esportivas oficiais.

Em outras palavras: se o projeto passar no Congresso, atletas como a jogadora de vôlei Tiffany (foto), que nasceu homem e, hoje, após tratamento, disputa a Liga Feminina da modalidade, será obrigada a competir no masculino, por exemplo. As informações são do Blog do Lauro Jardim.

Não é coincidência. Sóstenes decidiu apresentar o texto quando assistia a uma partida do time de Tiffany, em que ela brilhou.

Trata-se da segunda inciativa com o mesmo teor em menos de uma semana. O deputado Julio Cesar Ribeiro (PRB/DF) protocolou um projeto igual na sexta-feira.


5 comentários

  1. Rr
    quinta-feira, 9 de maio de 2019 – 17:47 hs

    Nada mais justo,mudou o governo,e país começa a melhorar.

  2. Veredicto
    sexta-feira, 10 de maio de 2019 – 11:59 hs

    Finalmente alguém se levanta contra esta aberração. Como um homem que por desejo seu

  3. Veredicto
    sexta-feira, 10 de maio de 2019 – 12:08 hs

    Finalmente alguém se posiciona diante de um assunto prá lá de conflitante.
    Como pode um homem que por desejo pessoal quer ser mulher mas continua homem, disputar esportes contra mulheres, que também podiam optar por ser homens de brincadeirinha mas preferem ficar no original.?Claro está que os que fazem o gênero da atleta trans (é homem mas quer ser tratada como mulher mas continua com bilau no meio das pernas), vão protestar. Mas e o direito das competidoras mulheres de verdade como fica? Apoio totalmente as iniciativas.

  4. Jorge
    sexta-feira, 10 de maio de 2019 – 13:27 hs

    sugestão: criar a categoria trans.

  5. ELEITOR PARANAENSE
    sexta-feira, 10 de maio de 2019 – 22:17 hs

    Não é justo um sacudo disfarçado,disputar com pombinhas de paz e originais.Cria a categoria TRANS. Isso mesmo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*