Oriovisto alerta para crise e crescimento da dívida pública | Fábio Campana

Oriovisto alerta para crise e crescimento da dívida pública

O senador Oriovisto Guimarães (Pode-PR) fez um alerta de que o país está à beira da falência. Ele avaliou que muitos empresários brasileiros estão redirecionando seus investimentos para o exterior enquanto os estrangeiros não confiam no cenário econômico brasileiro. O parlamentar ressaltou que a dívida pública aumenta numa proporção de um R$ 1,56 bilhão por dia e, caso o cenário seja mantido, chegará ao final do ano terá crescido R$ 0,5 trilhão.

Oriovisto destacou que há uma crise atingindo os Três Poderes, agravada pela falta de habilidade política do Executivo federal. Ele lamentou que o presidente da República, Jair Bolsonaro, e seus familiares prestigiem o escritor Olavo de Carvalho, que segundo o senador, embora se diga filósofo, se caracteriza pela grosseria e a maledicência.

Essa inabilidade política se reflete, de acordo com o parlamentar, na atual crise na educação superior, quando protestos estudantis em todo o país acontecem enquanto o ministro da Educação não dialoga com os reitores das instituições federais de ensino. Ele acrescentou que se a situação do país se agravar, em breve, outros setores tomarão as ruas e não apenas os estudantes e, por esta razão, o Congresso Nacional terá papel fundamental.

“A saída da crise para o nosso país só será viável quando formos capazes de não pensarmos mais em nossos partidos, em nossos interesses pessoais e realmente abandonarmos parte do pensamento ideológico” — disse Oriovisto.


6 comentários

  1. SERGIO SILVESTRE
    segunda-feira, 20 de maio de 2019 – 23:37 hs

    Pensou tarde,por que apoiou o Bolsonaro,até os perus de granja sabiam que ia acontecer isso.

  2. Sergio R.
    segunda-feira, 20 de maio de 2019 – 23:58 hs

    Votei no senador Oriovisto. O ataque gratuito ao Olavo de Carvalho da tribuna, foi uma grosseria, principalmente quando o atacado não está presente para se defender. Seria melhor não entrar por este caminho. Acendi uma luz amarela e vou acompanhar seus pronunciamentos no senado. Afinal, 8 anos passam rápido. No restante, foi coerente com o momento que o Brasil atravessa.

  3. QUESTIONADOR
    terça-feira, 21 de maio de 2019 – 11:17 hs

    -Professor e hoje Senador Oriovisto, respeitando-o como professor, empresário e agora como Senador, mas temos que admitir que nosso cenário econômico brasileiro não permite muitos diálogos com os reitores das federais, pois ou economiza-se um pouco em todos os ministérios prevendo o fechamento da folha de pagamentos e décimoo terceiros, ou ninguém recebe mais nada futuramente…o País pode quebrar é discurso atrasado…o País já quebrou…agora é gerenciar a massa falida!!!

  4. Orêia Sêca
    terça-feira, 21 de maio de 2019 – 18:30 hs

    o SS é fantástico!
    O Bolsonaro quebrou o Brasil….kkk
    QI de ameba

  5. PitBull
    terça-feira, 21 de maio de 2019 – 20:30 hs

    Sergio Silvetre O IDIOTA INÚTIL
    Quem quebrou esse Brasil foram o 16 anos de PTralhas, que graças aos nossos votos estirpou essa CORJA do poder.
    Agora temos que administrar a massa falida.
    Mas com pessoas de bem, da qual o bunda tatuada não faz parte

  6. VISIONÁRIO
    quarta-feira, 22 de maio de 2019 – 7:18 hs

    A grande culpa do país estar falida são dos eleitores descerebrados que colocaram a PTzada e coligadas no governo e uma pequena par-
    te de todos outoros que fizeram vistas grossas deste governo falido que meteram a mão na cumbuca. Em um país onde existem econo-
    mistas sérios e inteligentes foram engolidos pelas maquiagens que o governo criou e mandou ver. O país está literalmente falido e hoje estamos apenas tentando tapar os furos do paraquedas. Vai demorar e se não ocorrerem as mudanças previstas vamos atravessar o oceano remando com a mão… paciencia…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*