Maria Victoria quer enquadrar Renê Garcia em crime de responsabilidade | Fábio Campana

Maria Victoria quer enquadrar Renê Garcia em crime de responsabilidade

Já venceu o prazo de 30 dias para Renê Garcia Jr. responder ao pedido de informações encaminhado em março pela deputada licenciada Maria Victoria – o que em tese pode enquadrá-lo em crime de responsabilidade

Encaminhado à Casa Civil via requerimento pela deputada licenciada Maria Victoria (PP) no dia 13 de março e enviado de lá à Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) doze dias depois, no dia 25 – que marca o início do trâmite –, o pedido de informações feito ao titular da pasta, Renê Garcia Jr., ainda aguarda a assinatura e o retorno do secretário-chefe da Casa Civil, Guto Silva. Passadas nesta quinta (9) duas semanas além do prazo limite para a resposta do secretário, estabelecido em 30 dias pelo artigo 55 da Constituição do Estado do Paraná – o que já o enquadraria em crime de responsabilidade.

No requerimento 750/2019, Maria Victoria pediu esclarecimentos sobre as divergências entre os números apresentados pela ex-governadora Cida Borghetti no discurso de transmissão de cargo e aqueles citados pelo secretário na audiência pública de prestação de contas realizada no plenário no último dia 27 de fevereiro. A deputada lembrou que a ex-governadora afirmou ter deixado mais de R$ 5 bilhões no caixa do Poder Executivo, com superávit de mais de R$ 2 bilhões e cerca de R$ 400 milhões em recursos livres, enquanto para o secretário os recursos livres seriam de R$ 197,6 milhões.

Diante disso, a deputada pediu para o secretário fazer alguns esclarecimentos: se foram incluídos no relatório os saldos das autarquias estaduais; por que a fonte 125 (venda de ações) foi lançada como recurso vinculado, se sempre foi considerada recurso livre pela Secretaria da Fazenda – conforme demonstrado no Relatório de Gestão Fiscal de 2017? Da mesma forma, por que a fonte 148 (recursos para a folha de pagamento dos servidores) foi considerada recurso vinculado, sendo que, por sua natureza, seria recurso livre? E se existe disponibilidade de caixa para cumprir todos os convênios firmados pelo governo anterior. Por enquanto, segue sem resposta.


2 comentários

  1. Juventino moraes
    quinta-feira, 9 de maio de 2019 – 21:03 hs

    Cara de pau se tinha 2bi caixa Porque cancelou convênios de campo Mourão?
    Perseguir deputado Márcio Nunes?

  2. Valdir
    sexta-feira, 10 de maio de 2019 – 0:31 hs

    Onde o governo desentera essa mumias??

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*