Gleisi e o PT não participam de ato em defesa da Universidade. | Fábio Campana

Gleisi e o PT não participam de ato em defesa da Universidade.

Deputados federais e senadores do Paraná participaram de ato contra o corte de 30% no orçamento das universidades. No gabinete do reitor da Universidade Federal do Paraná, professor Ricardo Fonseca, eles se comprometeram a lutar pela reversão da medida que pode afetar pesadamente o funcionamento da UFPR no próximo semestre. A instituição terá seu orçamento de 2019 reduzido de R$ 161 milhões para R$ 112 milhões.

Algo estranho chamou a atenção. Embora seja uma causa que afeta trabalhadores, os parlamentares do PT, sempre comandados por Gleisi Hoffmann, não compareceram. Estiveram presentes, além dos três senadores paranaenses (Alvaro Dias, Flávio Arns e Oriovisto Guimarães), os deputados Rubens Bueno, José Carlos Schiavinato, Gustavo Fruet, Luciano Ducci, Sérgio de Souza, Luizão Goulart, Reinhold Stephanes Jr., Aliel Machado, Chico da Pricesa, Toninho Wandscheer e Leandre Dal Ponte.


5 comentários

  1. Rr
    segunda-feira, 13 de maio de 2019 – 18:23 hs

    O povo tem que lembrar,de NÃO votar nesses vermes na próxima eleição.

  2. Paolo
    segunda-feira, 13 de maio de 2019 – 19:20 hs

    Não se preocupem, homens pretensamente cultos e auto elogiáveis!! A Universidade está segura!! Agora, o dinheiro que recebe precisa ser gasto com critério, viu!! Não roubem e não deixem roubar!! Já será um bom início!! Ou vocês acham que dinheiro dá em árvores? Não dá!! É o POVO quem paga a conta!! E o povo NÃO está satisfeito com o que os senhores fazem com nosso dinheiro!!

  3. Zé luiz
    segunda-feira, 13 de maio de 2019 – 20:57 hs

    Chico da Princesa?????

  4. Celso Jardim
    terça-feira, 14 de maio de 2019 – 10:26 hs

    Correção: corte não; contingenciamento. Em tempos de escassez é preciso apertar o cinto. Esse mimimi dos Reitores é a tentativa de garantir seus privilégios. Deveriam se ocupar em gerir os recursos com mais responsabilidade. Contingenciamento obriga o administrador a estabelecer PRIORIDADES.

  5. Suely Walter
    terça-feira, 14 de maio de 2019 – 13:43 hs

    Até que enfim deram uma dentro! As Universidades que aprendam a usar o dinheiro público (e prestar contas). Os estudantes idiotas são levados a pensar que estão tirando verbas deles! Não é não, seres não pensantes!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*