Flavio Bolsonaro divulga nota sobre quebra de sigilo | Fábio Campana

Flavio Bolsonaro divulga nota sobre quebra de sigilo

Flávio Bolsonaro divulgou uma nota sobre a quebra do seu sigilo e de seu ex-assessor Fabrício Queiroz, autorizada pela Justiça no dia 24 de abril.É o que segue:

“O meu sigilo bancário já havia sido quebrado ilegalmente pelo MP/RJ, sem autorização judicial. Tanto é que informações detalhadas e sigilosas de minha conta bancária, com identificação de beneficiários de pagamentos, valores e até horas e minutos de depósitos, já foram expostas em rede nacional após o Chefe do MP/RJ, pessoalmente, vazar tais dados sigilosos.

Somente agora, em maio de 2019 –quase um ano e meio depois–, tentam uma manobra para esquentar informações ilícitas, que já possuem há vários meses.

A verdade prevalecerá, pois nada fiz de errado e não conseguirão me usar para atingir o governo de Jair Bolsonaro.

Senador Flavio Bolsonaro”.


4 comentários

  1. bs
    segunda-feira, 13 de maio de 2019 – 21:56 hs

    Pimenta no olho dos outros é refresco.
    Quando é com os outros pode tudo, com a família não pode mexer, se fazem de vitimas. tadinhooo

  2. SERGIO SILVESTRE
    segunda-feira, 13 de maio de 2019 – 23:40 hs

    Temer;a verdade prevalecerá.
    Number one; a verdade prevalecerá.
    Geddel;a verdade prevalecera.
    Cunha;a verdade prevalecerá.
    Queiroz;a verdade prevalecera.
    Pois é Bandidos não se ressocializam.mas combinam o que dizer,

  3. Joel
    terça-feira, 14 de maio de 2019 – 0:54 hs

    O sigilo de Flavio foi quebrado ano passado, essa ” notícia” requentada foi só para esconderem a delação do dono da GOL denunciando Rodrigo Maia e Lulinha por receberem PROPINA, a Globo no JN não deu um pio a esse fato!

  4. terça-feira, 14 de maio de 2019 – 12:09 hs

    um homem público probo deveria estar se lixando para a quebra do seu sigilo. Infelizmente, parece não ser o caso…

    PS Se não pode controlar “ASSESSORES”, não contrate!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*