Maia corrige Bolsonaro sobre intervenção na Venezuela | Fábio Campana

Maia corrige Bolsonaro sobre intervenção na Venezuela

O namoro entre Jair Bolsonaro e Rodrigo Maia será de solavancos nesta atual fase de reaproximação entre os dois. Agora há pouco, o presidente da Câmara rebateu pelo Twitter a afirmação de Bolsonaro de que “qualquer hipótese (sobre Venezuela) será decidida EXCLUSIVAMENTE pelo presidente da República”. O deputado citou dois artigos da Constituição, que “precisam ser respeitados”. Eles “determinam que é competência exclusiva do Congresso Nacional autorizar uma declaração de guerra pelo Presidente da República”, escreveu. As informações são do Estadão.


8 comentários

  1. Joel
    quarta-feira, 1 de maio de 2019 – 1:50 hs

    O congresso apenas referenda a decisäo do Presidente e do conselho! Maia só quer aparecer!

  2. vilson
    quarta-feira, 1 de maio de 2019 – 11:00 hs

    quase 30 anos mamando como deputado e o Bozo não sabia disso

  3. Palpiteiro
    quarta-feira, 1 de maio de 2019 – 12:27 hs

    Mas a iniciativa é exclusiva do presidente. Só ele pode pedir, após ouvir o conselho da República. O Congresso não pode propor nada neste sentido. Este é o sentido da fala dele que foi deturpado pelo Forrest Gump gordo junior.

  4. Petrus
    quarta-feira, 1 de maio de 2019 – 21:28 hs

    Pois corrigiu errado, porque A ÚLTIMA PALAVRA SOBRE GUERRA SEMPRE SERÁ DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA!!! Vão estudar!! O Congresso autoriza, mas quem DECIDE é o Presidente!!!

  5. juarez
    quinta-feira, 2 de maio de 2019 – 9:57 hs

    Ao que se sabe não houve, tampouco há qualquer agressão ao Brasil, por parte da Venezuela. Portanto, só um despreparado como esse deputadinho para falar em declaração de guerra!

  6. Paolo
    quinta-feira, 2 de maio de 2019 – 15:45 hs

    Só o Presidente tem poder de declarar guerra! Obviamente, mesmo se o Congresso autorizar, a última palavra sempre será do Presidente, no regime presidencialista!! Ou seja, Sr. Maia, o senhor não entendeu nada!!!

  7. Petrus
    quinta-feira, 2 de maio de 2019 – 19:40 hs

    Nhonho, VULGO Bolinha, tomou o lugar do Bolsonaro! Agora é ele, Nhonho, quem decide se vamos ou não declarar guerra contra El Porquito bolivariano!! Bolsonaro não apita nada!! Expressionante!!!!!!!

  8. MARCOS SOUZA
    sexta-feira, 3 de maio de 2019 – 18:53 hs

    Uma coisa é certa o Presidente da Câmara não perde oportunidades de aparecer remedando o Presidente da Republica. Quer se manter sob o holofotes o tempo que puder. Com isso agrada a oposição sistemática da mídia Só que ele não foi eleito presidente da República.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*