Itaipu, há 12 anos batendo recordes | Fábio Campana

Itaipu, há 12 anos batendo recordes

No dia 1º de abril, mesmo mês em que Brasil e Paraguai celebram o 46º aniversário da assinatura do Tratado de Itaipu (dia 26), a hidrelétrica comemora os 12 anos do início de operação comercial da unidade geradora 18A (U-18A). Em maio de 2007, tanto a U-18A quanto a U-9A, últimas unidades previstas no projeto, começavam a gerar energia elétrica.

As duas unidades geradoras foram inauguradas pelos presidentes do Brasil e do Paraguai em maio de 2007. Com as 20 unidades em operação e 14 mil megawatts de potência instalada, Itaipu atingiu, em 2008, a marca histórica de 94 milhões de MWh.

Com a usina completa e a previsibilidade de atingir mais de 100 milhões de megawatts (MWh), em condições hídricas normais e de demanda, esse número foi superado já em 2016, quando a usina produziu 103,1 milhões de megawatts-hora (MWh). O recorde absoluto mundial de geração não foi superado por nenhuma outra usina. E dificilmente será.

Para o diretor-geral brasileiro, o general Joaquim Silva e Luna, “Itaipu, por intermédio de nossa gente, sempre demonstrou ousadia, capaz de transformar possibilidades em potência e energia, com segurança e estabilidade. Celebremos com orgulho esse primeiro de abril, rememorando 2007, quando entrou em comercialização operacional a 20ª unidade geradora. Parabéns a todos”.

Desde a entrada em operação da primeira unidade geradora, em maio de 1984, portanto há quase 35 anos, a produção acumulada de Itaipu soma mais de 2.630.668.127 MWh (2,6 bilhões de MWh). Essa quantidade de energia seria suficiente para iluminar o mundo todo por mais de 40 dias.


Um comentário

  1. Aguirre
    quarta-feira, 3 de abril de 2019 – 10:08 hs

    Considerando oi fato de que atualmente qualquer usina hidrelétrica é amplamente automatizada, não podemos desprezar outro recorde mundial inigualável de Itaipu: o número de funcionários que se contam aos milhares.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*