General Carbonell, da Segurança Pública, pede demissão a Ratinho Jr | Fábio Campana

General Carbonell, da Segurança Pública, pede demissão a Ratinho Jr

Neste momento, em Londrina, o general Luiz Felipe Kraemer Carbonell, secretário de Segurança Pública, conversa com o governador Ratinho Jr a quem apresentou seu desejo de renunciar ao cargo de secretário. Alega problemas de ordem pessoal e teria recebido outro convite no governo federal.

Carbonell tem um currículo importante. Foi chefe da Assessoria de Informações da Itaipu Binacional. Serviu no Centro de Comunicação Social do Exército, em Brasília, e foi chefe da Seção de Comunicação Social da Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (MINUSTAH), em Porto Príncipe.


9 comentários

  1. O Segurança
    quarta-feira, 10 de abril de 2019 – 18:21 hs

    Não quer comandar o novo massacre.

  2. Agente
    quarta-feira, 10 de abril de 2019 – 18:22 hs

    Se for verdade, será uma grande perda!
    Como General, tratou todas as forças policiais com igualdade e imparcialidade! Surpreendeu e deu um tom para segurança nos presídios contra as facções criminosas!
    Se sair só vai restar agradecimento pela rápida passagem!

  3. Silva
    quarta-feira, 10 de abril de 2019 – 18:53 hs

    Que maravilha, vai aposentar e prestar serviços de voluntariado, tem tantas instituições precisando do seu trabalho , mais não paga nada viu, e nem precisa deve estar com as burras cheias

  4. alexandre vaz da silva
    quarta-feira, 10 de abril de 2019 – 19:18 hs

    Bem que a história poderia ser esta : o general secretário de segurançá pediu demissão do cargo, o motivo é que sabendo que os servidores não terão a reposição da inflação pelos próximos 4 anos e sabedor que os salários já estão congelados á tambem exatos 4 anos , o que no final vão ser 8 anos se pagamento da data base que na verdade é apenas a reposição da inflação nos salários dos servidores, pois bem, o digníssimo ocupantevda pasta da segurança pública sabendo que vai ter greves e manifestaçôes para que seja pago a data base, então sabendo tambem que vão querer usar as forças de segurança para surrar os servidores , então pediu demissão para que não venham a jogar nas suas costas de que foi ele que ordenou a repressão , pois sabe do fatídico 29 de abril , á quatro anos atrás, que o governador de plantão mandou surrar os servidores e depois tentou se isentar jogando a culpa pelo massacre nas costas do secretário de segurança da época que era o francisquini.por isto estaria certobo general se fosse esta a questão.

  5. Lima
    quarta-feira, 10 de abril de 2019 – 20:23 hs

    Temos muitos policiais tanto da PM ou Da PC, para assumir a Secretaria (SESP/PR) , nao aguentou o tranco!!!

  6. indio da silva
    quarta-feira, 10 de abril de 2019 – 23:01 hs

    Ficou sabendo das reais condições estruturais das polícias e que não é como nas FFAA que tem gente pra cuidar de cada parafuso.

  7. JOSE AUGUSTO SOAVINSKY
    quinta-feira, 11 de abril de 2019 – 8:12 hs

    Surpreso.
    O que aconteceu?

  8. quinta-feira, 11 de abril de 2019 – 9:29 hs

    Bah,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

  9. Fabrício f weber
    segunda-feira, 15 de abril de 2019 – 20:13 hs

    Coronel Xavier seria um excelente secretario de seguranca

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*