Prioridade é vender ativos e privatizar estatais para abater dívida, diz Guedes | Fábio Campana

Prioridade é vender ativos e privatizar estatais para abater dívida, diz Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, reafirmou nesta sexta-feira, 15, a prioridade do governo federal em privatizar empresas estatais e vender ativos como imóveis, para abater a dívida pública e reduzir despesas com o segundo maior gasto das contas públicas, aqueles referentes aos juros.

“Vamos atacar as prioridades. A primeira delas é a Previdência. O segundo maior gasto são os juros da dívida”, afirmou Guedes, ao descrever seu trabalho em palestra durante o seminário “A Nova Economia Liberal”, na Fundação Getúlio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro.

Para tirar as privatizações do papel, Guedes lembrou que nomeou Salim Mattar como secretário especial. “Eu trouxe o Salim Mattar, com apetite enorme, doido pra privatizar o máximo o possível, doido pra passar a faca”, afirmou Guedes.

Segundo o ministro, os ativos da União, incluindo as principais empresas estatais, inclusive as não listadas em Bolsa, e somando os imóveis, poderiam render R$ 1,2 trilhão para os cofres públicos. “No final vai a (privatização da) Petrobrás também, vai o Banco do Brasil, tem que ir tudo”, afirmou.

Guedes voltou a defender a descentralização de recursos tributários. Segundo o ministro, os recursos estão muito concentrados no topo. Isso levaria a ineficiências e corrupção. “Se o presidente é Corinthians, surge estádio do Corinthians. E o Corinthians começa a ganhar”, afirmou Guedes, em tom de brincadeira e sob risos da plateia.

O ministro citou ainda as despesas com a máquina do Estado como o terceiro grande componente do gasto público. A ideia é cortar gastos. Guedes lembrou do fechamento de 21 mil cargos comissionados. Disse ainda que, de 40% a 50% dos servidores federais vão se aposentar nos próximos. Segundo o ministro, o plano não é contratar para repô-los, mas sim digitalizar o governo.


3 comentários

  1. gustavo reis
    sexta-feira, 15 de março de 2019 – 15:25 hs

    Finalmente uma boa noticia do governo.
    Tem que privatizar TUDO.
    Chega de politico corrupto indicando a parentada e seus apadrinhados para roubar nas estatais e fazer caixa 2.
    Para a população que paga os impostos não tem nenhuma vantagem ter estas estatais dando deficit, prestando péssimos serviços e pagando salários de marajá.
    Alõ Ratinho Jr. Tá demorando pra vender as porcarias estaduais.

  2. johan
    sexta-feira, 15 de março de 2019 – 19:02 hs

    Caro Fábio, mesmo com os grandes cortes praticados nas despesas praticadas pelo governo federal, uma empresa constituída pelos governos de esquerda, a empresa que iria instalar o Trem de Alta Velocidade TAV do Lula, não saiu do papel pois necessitava de técnicos competentes para elaborar o plano, porém a empresa foi constituída de petistas e tucanos paulista. A empresa ficou estacionada no mesmo lugar desde a criação. Se faz necessária a liquidação e o desmonte com demissão de todos os funcionários pelegos. Atenciosamente.

  3. Parreiras Rodrigues
    sábado, 16 de março de 2019 – 9:06 hs

    Força, Paulo Guedes. Muque, Salim Mattar.
    Estado moderno é estado enxuto.Nada de pajear aeroportos, portos, rodovias, ferrovias, nem vender luz, água, essas coisas.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*