Gilmar diz que MPF fez 'gambiarra' para levar Paulo Preto a Curitiba | Fábio Campana

Gilmar diz que MPF fez ‘gambiarra’ para levar Paulo Preto a Curitiba

O ministro Gilmar Mendes acusa procuradores de tentarem impedi-lo de julgar questões relativas ao tucano Aloysio Nunes e a Paulo Vieira de Souza (“Paulo Preto”) porque está sob seu exame uma reclamação acusando-os de recorrerem a uma “gambiarra” para transferir esse caso à Lava Jato em Curitiba. “Eles não conseguirão me intimidar”, diz ele, contra a alegação de suspeição. Gilmar é o relator, no Supremo Tribunal Federal (STF), das investigações sobre o ex-diretor da Dersa. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Para o MPF, Paulo Preto operou complexo esquema de lavagem de dinheiro de corrupção da Odebrecht, que é alvo central da Lava Jato. Paulo Preto teria lavado dinheiro sujo com o Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, empreiteira preferida do PT e do PSDB. O MPF quer Paulo Preto em Curitiba também por suas ligações a delatados pela Odebrecht, como o ex-ministro Aloysio Nunes. Há casos como o do tríplex do Guarujá, que levou o ex-presidente Lula à cadeia: originalmente foi transferido de São Paulo para Curitiba.


3 comentários

  1. PitBull
    sexta-feira, 8 de março de 2019 – 20:00 hs

    Apoio total ao Carvalhosa…impeachment o beiçola…

  2. jorge
    sexta-feira, 8 de março de 2019 – 20:51 hs

    Tá na hora de GM ser destituído e preso.

  3. segunda-feira, 11 de março de 2019 – 14:33 hs

    Pq o processo da Hurricane (do amigos do Gilmar) ainda tramita em primeira instancia no Rio de Janeiro (6 VF)?? No Paraná sequer foi apurado. Até quando esse grupo vai continuar no coronelato???

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*