Fernanda Richa pede anulação de processo contra ela | Fábio Campana

Fernanda Richa pede anulação
de processo contra ela


Fernanda Richa pediu ao juiz da 23.ª Vara Criminal de Curitiba, Paulo Sergio Ribeiro, que anule o processo instaurado contra ela por suposta participação nos ilícitos investigados pela Operação Integração que, segundo o Ministério Público Federal, renderam pagamento de vantagens pelas concessionárias de pedágio ao grupo politico liderado por seu marido, o ex-governador Beto Richa.

Na acusação, o MPF diz que recursos provenientes do esquema teriam possibilitado negócios imobiliários da empresas Ocaporã e BFMAR, das quais ela e o filho André são os principais sócios. Fernanda Richa contesta: “as mencionadas empresas foram constituídas com o fim de gerir e administrar, por intermédio de profissionais competentes na área, a herança multimilionária” que recebeu com a morte de seu pai em 1981, o banqueiro Tomaz Edison Vieira, principal acionista do extinto Bamerindus.


4 comentários

  1. quinta-feira, 28 de março de 2019 – 16:42 hs

    Bah,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

  2. Jairo Matos Almeida
    quinta-feira, 28 de março de 2019 – 23:05 hs

    Atenção
    Puxa os impostos dela antes do Beto ter sido prefeito de Curitiba e antes dele ter sido governador e veja o patrimônio dela antes e depois deste tempo dele na política …será que tinha grana ou vivia de limites ??? Se aumentou consideravelmente é óbvio que meteram a mão !!! Mas só uma coisa que não entendo como comprou um apt para o filho agora ,já que se diz multimilionária não tinha dado nem um imóvel para os filhos ??? Aperta e veja se tiver mentindo cadeia para ela também sentir que é o outro lado

  3. Aprigio Fonseca
    sexta-feira, 29 de março de 2019 – 7:21 hs

    Tempos de colher as flores dos campos,tempos de pagar pelas abelhas abatidas,tempo de ajoelhar e pagar pelos pecados.

  4. JM
    sexta-feira, 29 de março de 2019 – 10:20 hs

    De jeito nenhum, vai pagar pelos seus atos.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*