Fanini entrega à Justiça fotos de 'pool party' de Richa em Miami | Fábio Campana

Fanini entrega à Justiça fotos de ‘pool party’ de Richa em Miami

O Globo

Um ex-funcionário de Richa, que fechou delação premiada com o Ministério Público do Paraná — acordo já homologado pela Justiça paranaense —, apresentou fotos que mostram o político, ao lado de empresários que tinham contratos com a sua gestão, na piscina do hotel Delano, de Miami, onde as diárias variam entre R$ 2 mil e R$ 14 mil. O registro da festa, regada a espumante e morangos, foi entregue por Maurício Fanini, ex-diretor da Secretaria de Educação do Paraná, preso desde 2017 no âmbito da Operação Quadro Negro, que investiga o desvio de R$ 20 milhões da verba para construção e reforma de escolas.

Os investigadores apuram se a confraternização aquática em Miami seria uma forma de o grupo gastar as sobras do caixa clandestino que a gestão do tucano mantinha a partir da propina que recebia dos empresários e que financiou, entre outras coisas, a própria campanha de Richa. Amigo pessoal do tucano desde os anos 80, quando os dois estudaram juntos, Fanini relatou em sua delação que o ex-governador determinou que ele deveria arrecadar dinheiro com empresários que tinham contrato com o governo. O dinheiro seria repartido entre os dois.

A foto foi apresentada durante uma negociação de acordo com a Procuradoria-Geral da República (PGR), iniciada ainda em 2017. Após o Supremo Tribunal Federal (STF) restringir o foro privilegiado no ano passado, contudo, a negociação foi repassada para o Ministério Público do Paraná, que fechou a delação em novembro do ano passado. O Tribunal de Justiça homologou o acordo no início de fevereiro.

A viagem, que também incluiu passagens pelo Caribe e por Aruba, foi feita em novembro de 2014, logo após Richa ter sido reeleito governador, em primeira turno. Participaram também o então executivo de uma concessionária de pedágios do estado Guilherme Michaelis, os empresários Carlos Gusso e Eron Cunha, além de um amigo de Richa, Fabricio Macedo, sobre quem não constam acusações. Outro delator, o dono da Construtora Valor, Eduardo Lopes de Souza, afirmou que deu US$ 20 mil para Fanini utilizar na viagem que, segundo Souza, foi para comemorar a vitória na eleição.

Carlos Gusso é dono da Risotolândia, empresa que fornece marmitas para escolas e presídios no Paraná. Eron Cunha, por sua vez, é dono da Empo Engenharia. Gusso e Cunha foram citados na delação de Fanini, mas os detalhes ainda não são conhecidos. Beto Richa foi preso duas vezes nos últimos meses, pela suspeita de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa, mas foi solto por decisões do STF e do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Ele é réu em quatro processos, na Justiça estadual e federal do Paraná.

O advogado de Richa, Walter Bittar, afirmou que o ex-governador já explicou o caso, que a viagem não foi organizada por ele e que estavam lá “um grupo grande de amigos” para “descansar”. Sobre a delação do ex-assessor, Richa admitiu que já foi próximo de Fanini, mas se disse decepcionado com ele, a quem chamou de “criminoso” que apresentou “informações levianas” para “fugir das garras da Justiça”.

Carlos Gusso afirmou que se tratou de um encontro familiar, que cada família pagou sua parte e que não foram discutidos assuntos de governo. O GLOBO tentou entrar em contato com Guilherme Michaelis, por telefone e e-mail, mas não houve retorno. O GLOBO ainda tenta contato com Eron Cunha.


14 comentários

  1. paulão
    sexta-feira, 8 de março de 2019 – 21:35 hs

    É impressionante o descaso deste pessoal com a realidade social do povo do Paraná. Causa espécie a participação do empresário Carlos Gusso , o que em ultima analise leva crer que ele fazia parte do clube dos favorecidos desde o tempo de Beto como prefeito de Curitiba, onde nunca perdeu uma licitação no fornecimento de merenda a escolas publicas, condição esta que se perpetuou com Beto no governo estadual. É muita corrupção !! Cadeia pra esta turma !!!

  2. Antonio Miranda
    sexta-feira, 8 de março de 2019 – 22:01 hs

    Enquanto isso professores amagavam a decepção por não terem os seus salarios reajustados e ainda por cima levaram caceta da policia na porta do Palacio do governo. Richa ja foi presos por duas vezes e solto, esperamos que na proxima fique na cadeia pelo menos uns dez anos para cumprir a sua pena, mas precisa devolver o dinheiro desviado.

  3. Antonio Miranda
    sexta-feira, 8 de março de 2019 – 22:02 hs

    Enquanto isso professores amagavam a decepção por não terem os seus salarios reajustados e ainda por cima levaram caceta da policia na porta do Palacio do governo. Richa ja foi presos por duas vezes e solto, esperamos que na proxima fique na cadeia pelo menos uns dez anos para cumprir a sua pena, mas precisa devolver o dinheiro desviado. Pelo menos dez anos assistindo o sol nascer quadrado.

  4. Gaudério do Piquiriguaçu
    sábado, 9 de março de 2019 – 1:16 hs

    Que chique, né? Gente fina é outra coisa!

  5. Funcionário público aposentado
    sábado, 9 de março de 2019 – 8:20 hs

    Este Richa é vadio, safado, ladrão. Que apodreça na cadeia. Enquanto congelava nosso salário, nos roubava com seus asseclas. Ali Babá e os 40………vagabundos!!!!

  6. sábado, 9 de março de 2019 – 9:40 hs

    QUEM FAZ PARCERIAS COM PROSTITUTOS, CEDO OU TARDE, TOMA NO FIOFÓ,KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

  7. Larissa Adriana
    sábado, 9 de março de 2019 – 10:00 hs

    Pessoas envolvidas na OPERAÇÃO QUADRO NEGRO, logo a sua campainha de casa vai tocar as 6 da manhã!
    Beijinhos, beijinhos, pau pau!

  8. EU
    sábado, 9 de março de 2019 – 10:50 hs

    E, enquanto eles se divertiam, a gente só se F@#$…
    Cadeia é pouco para essa cambada!

  9. bs
    sábado, 9 de março de 2019 – 18:10 hs

    esses politicos roubam, e aninguezada paga a conta

  10. Daniel
    sábado, 9 de março de 2019 – 19:24 hs

    Se o velho Richa ressucitasse, morria outra vez de ver o seu nome jogado no lixo. Vou ali vomitar e ja volto

  11. Paulo
    domingo, 10 de março de 2019 – 11:51 hs

    O Beto Richa é vadio, ladrão e safado. Fato.
    Mas aí professor vir aqui destilar esquerdismo pra dizer de salário congelado… vápafrutaquepariu.
    Só pensa em salário. Educação de qualidade nada, né!
    O esquerdismo deveria ser classificado na CBO como doença.

  12. Luiz Alberto
    segunda-feira, 11 de março de 2019 – 7:47 hs

    MP investiga mais…. e vai achar muito mais … procura também nas estatais outras. Precisamos acabar com a corrupção em todas as esferas .

  13. Beto Tico tico
    segunda-feira, 11 de março de 2019 – 9:05 hs

    Como dizia Cazuza: “tua piscina tá cheia de ratos, tuas idéias não correspondem aos fatos…”

  14. segunda-feira, 11 de março de 2019 – 14:28 hs

    Quando entregaram as Farras no Hotel Bourbon das meninas da senhora Mirley ninguém publicou nada. O Tony e o Bertoldo entregaram todos os beneficiários para a Justiça Federal e nada até hoje. Cadê as fotos das festinhas no Bourbon?!? Ou a Farra dos Bodes na chácara em Minas?!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*