Vianna ganha a maior honraria de Foz do Iguaçu | Fábio Campana

Vianna ganha a maior honraria de Foz do Iguaçu

O vínculo do engenheiro Luiz Fernando Leone Vianna com Foz do Iguaçu é mais do que umbilical, tanto por razões familiares quanto profissionais. Em pouco mais de um ano à frente da Diretoria Geral Brasileira de Itaipu, de 2017 a abril de 2018, Vianna trouxe novos benefícios à comunidade, por meio de vários convênios e parcerias. O reconhecimento oficial veio nesta sexta-feira (15), quando ele recebeu a comenda da Grã Cruz – Ordem das Cataratas, a mais tradicional honraria concedida pelo município a uma autoridade.

A comenda foi entregue pelo prefeito Chico Brasileiro na presença de um grupo seleto de convidados, entre eles antigos colegas da binacional, a mãe do ex-diretor, dona Léa, que criou a Guarda Mirim de Foz, e a esposa, Adriana. O diretor de Coordenação da Itaipu, Newton Kaminski, representou a diretora da usina no evento.

O vínculo da família Vianna com Foz do Iguaçu e Itaipu vem de longe, ainda da época da construção da usina, quando o pai dele, coronel Clóvis Cunha Vianna, foi prefeito de Foz do Iguaçu. Em sua gestão, foi desenvolvido o primeiro plano diretor da cidade, em parceria com a Itaipu Binacional, que financiou os estudos.

Para Vianna e dona Léa, a sexta-feira teve ainda outra grande emoção. O ginásio de esportes da Guarda Mirim, que demorou dez anos para ser concluído, recebeu o nome do pai dele, que como prefeito deixou um grande legado de obras para a cidade, enquanto a primeira dama atuou com muito carinho para amenizar os problemas sociais, principalmente entre os jovens.

Quando a família Vianna chegou a Foz, em 1973, a cidade tinha menos de 30 mil habitantes. Hoje, são quase dez vezes mais, e Foz é um dos principais destinos turísticos de lazer do Brasil, para os próprios brasileiros e para estrangeiros.

A ligação de Itaipu com o município vem desde o início das obras. A cidade, que enfrentaria um boom de crescimento nunca antes registrado em sua história, ganhou apoio da usina para a implantação de infraestrutura, não só para receber os trabalhadores que iriam executar aquela que é hoje a maior geradora de energia do planeta, mas também para receber os milhares de visitantes que todos os anos chegavam a Foz, não só para conhecer seu principal atrativo – as Cataratas – como também para visitar as obras da hidrelétrica.

Segundo Chico Brasileiro, Luiz Fernando Leone Vianna merece a homenagem pelos grandes feitos à cidade e pelo legado de sua família. “Mais importante que um título é o seu merecimento por recebê-lo, como é o caso do Vianna, que não mediu esforços para atender as necessidades de Foz”, disse o prefeito.
Curitibano de nascimento, o homenageado diz se sentir um iguaçuense de coração. “Estou muito feliz e à vontade com essa honraria por gostar muito de Foz do Iguaçu e saber da história que minha família tem com o município”, afirmou.

Vianna, que foi diretor da Copel e da Itaipu Binacional, está há dez meses no comando da Delta Energia Asset Management.


Um comentário

  1. Aguirre
    domingo, 17 de fevereiro de 2019 – 10:30 hs

    Com o dinheiro dos consumidores de energia elétrica é sempre mais confortável promover “novos benefícios à comunidade, por meio de vários convênios e parcerias” e ainda ganhar notoriedade por isso. É o patrimonialismo em sua verdadeira grandeza e uma fraude, digamos, inocente porque legal.
    Se está sobrando recursos financeiros na Itaipu Binacional, que diminuam a tarifa e tragam “novos benefícios” a todos os brasileiros que construíram e pagam o passivo da usina compulsoriamente.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*