Tudo contaminado | Fábio Campana

Tudo contaminado

O clima é esse. Não se faz política hoje em dia sem repercussões policiais e judicias. Temos um ex-presidente da República preso, ex-governador correndo o risco de acabar na mesma situação, e com ele toda a sua caterva. Não escapa ninguém. O sentimento da população é de que ficou tudo contaminado pela corrupção. Não há santos sobre os altares. As grandes figuras referenciais desabaram sob a investigação e confirmam que não deve sobrar ninguém ou muito pouco depois da Lava Jato.

Vejam só, quando a gente pensa que tudo já foi levantado, surgem novas denúncias. A Policia Federal prendeu o presidente da Confederação das Indústrias, que andou metendo a mão no jarro. Com ele, outros dirigentes do sistema S. Todos são acusados de crimes contra a administração pública, fraudes licitatórias, associação criminosa e lavagem de ativos.. A ação investiga fraudes em contratos entre as empresas do Sistema S com o Ministério do Turismo.

E para completar o dia, a polícia descobriu um bunker do operador do PSDB onde ele guardava R$ 100 milhões.

É de amargar.


6 comentários

  1. PitBull
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2019 – 18:34 hs

    O POVO ACORDOU….
    PRESIDENTES, GOVERNADORES, PREFEITOS, SENADORES,CÂMARA FEDERAL, ASSEMBLEIA ESTADUAL, VEREADORES…
    TODOS, TODOS LADRÕES DO POVO….

  2. Aprigio Fonseca
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2019 – 21:34 hs

    Pois é,e tem políticos bons que nós satanizamos.

  3. ATÉ QUANDO
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2019 – 22:57 hs

    Que nação pode aguentar esta situação. Meninos eu vi o Sarney comprar mais um ano de mandato (eram 4 e passaram para 5 anos) a troca das EMENDAS PARLAMENTARES A FONTE DA CORRUPÇÃO.
    Resumo: dos 4 presidentes eleitos, dois foram cassados, um esta na cadeia e outros dois na fila.

    Desemprego aumentou, corrupção se institucionalizou e o crime se organizou, a divida aumenta estratosfericamente, a desigualdade social é aterradora.

    Por quanto tempo o Brasil vai aguentar isso?

    Presidencialismo no Brasil, como disse Rui Barbosa é “uma praça de negócios”.

    No debate politico discute-se as consequências e não as causas, como este lero-lero dos candidatos laranjas.

    A CAUSA FOI O IMORAL E BILIONÁRIO FUNDO DE CAMPANHA QUE O CONGRESSO CRIOU PARA AS ELEIÇÕES SEREM FINANCIADAS PELO TESOURO (nosso dinheiro).

    E agora José,. como remover as pedras do meio do caminho?

    Um mês e meio de governo e já tivemos uma crise…quantas mais o PRESIDENCIALISMO DE COALIZÃO vai criar?

  4. quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019 – 8:52 hs

    MODELO POLITICO PROSTITUTO, NÃO PERMITE RENOVAÇÃO PORRA NENHUMA,KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

  5. antonio carlos
    quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019 – 9:16 hs

    Pois é, mudaram os porcos mas o chiqueiro ainda é o mesmo. Vamos ver se depois de tanta baixaria e lavação de roupa suja em público o Governo comece a andar direito. É muito barraco para tão pouco tempo. Temos que mudar nem que seja preciso lotar todas as cadeias das delegacias.

  6. EU
    quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019 – 11:20 hs

    Mas faz muito tempo que o mundo (ou submundo) político está contaminado!
    E aqui na terrinha não é diferente.
    Fiquemos muito atentos às licenças ambientais pois, se a coisa já não vinha bem em desgovernos anteriores, tende a piorar com o “novo” jeito de administrar do camundongo júnior ao acabar com o Conselho do Litoral e ao terceirizar as atribuições exclusivas de técnicos do IAP para engenheiros (amigos) cadastrados.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*