Sobre Segredo de Justiça | Fábio Campana

Sobre Segredo de Justiça

O secretário da Agricultura, Norberto Ortigara, enviou nota contestando postagem deste Blog. E o que segue:

SEGREDO DE JUSTIÇA
Sobre a nota postada em 21/02/2019 com o título acima, fazemos as seguintes considerações:

1-O Senhor Luiz Buso, diretor administrativo-financeiro da Ceasa-PR esteve no Ministério Público em audiência com a Promotora Cláudia Madalosso, para prestar esclarecimentos sobre a cessão de área, com TPRU-Termo de Permissão Remunerada de Uso, efetuada em 2018, para a instalação de CD-Centro de Distribuição para os supermercados Italo Supermercado e Passarela Supermercado, o que, em tese contraria a recomendação do MP-PR. Não se tratava de box e sim de uma experiência efetuada pela CEASA para atrair supermercados para operar dentro da unidade pelo prazo de um ano, mediante regular pagamento pelo uso de áreas até então desocupadas. Essas áreas compõem lote a ser licitado brevemente. Nenhum problema de ir, na condição de diretor, com veículo de trabalho, falar sobre trabalho.

2-A empresa Quintal Brasil foi contratada por valor menor que o limite autorizado pela Lei Federal 13303 ( lei das estatais) para preparar edital de coleta do lixo na unidade da Ceasa de Curitiba. Prestou serviço e foi paga em duas parcelas, com transferência bancária, com retenção dos tributos devidos. Dessa medida resultou um novo procedimento de coleta do lixo, implantado em out/2018, com economia mensal aos permissionários da Ceasa de cerca de R$120.000,00 por mês ou mais de R$1.200.000,00 por ano.

3-Não tem nada secreto e, ao que consta, nem Buso nem Natalino respondem a processos judiciais. Estão nas funções atuais porque preenchem os requisitos técnicos, éticos e morais.


8 comentários

  1. VELHACO
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019 – 22:03 hs

    Tudo gente boa!!! A velha cartilha “Como fazer política”.
    Não muda nada.

  2. Sandra Velasco
    sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019 – 0:36 hs

    Falcatruas em série…..

  3. urtica urens
    sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019 – 7:42 hs

    tudo veiaco, tudo puto ….

  4. sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019 – 9:54 hs

    COITADO DOS CARAS, ESTÃO SENDO VITIMAS DE FOFOCAS,KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

  5. Eliseu Luís
    sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019 – 10:48 hs

    Uma rápida investigação no Google e descubro que a sócia administradora da empresa Quintal Brasil se chama Ana Lúcia Sartori Marcon. A mesma foi nomeada pela portaria 2425 de 2014 da câmara de deputados federal para exercer cargo de comissão SP18C no gabinete do deputado Fernando Giacobo.

    Como a câmara nomeia uma funcionária Que é a sócia administradora de uma empresa que presta serviços ao governo do estado do PR? Como a licitação foi aprovada para uma empresa que aparenta ter influência política em sua sociedade ?

    Meu Brasil, brasileiro.

  6. Juca da Fani
    sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019 – 15:15 hs

    Cadê a proposta de mudança total e a transformação na Gestão publica do Governo do Paraná, são as mesmas pessoas sempre mamando na teta, fomos novamente enganados ficou tudo na promessa..

  7. LACAIO
    domingo, 24 de fevereiro de 2019 – 12:29 hs

    Estão difamando honestos homens públicos, deixa eles trabalharem em prol do “seus” Paranád.

  8. LACAIO
    domingo, 24 de fevereiro de 2019 – 12:30 hs

    Estão difamando honestos homens públicos, deixa eles trabalharem em prol do “seus” “Paranás”.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*