'Receita não pode ser convertida numa Gestapo', afirma Gilmar | Fábio Campana

‘Receita não pode ser convertida numa Gestapo’, afirma Gilmar

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse nesta sexta-feira, 8, que a Receita Federal não pode ser convertida numa Gestapo, em referência à polícia do regime nazista que investigava e torturava opositores ao regime de Adolf Hitler. O ministro vê quebra de sigilo e uso político do órgão na apuração sobre possível lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio – e estuda processar os auditores fiscais responsáveis pela investigação. As informações são de Estadão.

“A Receita não pode ser convertida numa Gestapo ou num organismo de pistolagem de juízes e promotores”, disse Gilmar à reportagem. “Agora, se eles fazem isso com ministro do STF, o que não estarão fazendo com o cidadão comum?”, completou.

Procurada, a Receita Federal disse que não comentaria as declarações do ministro.

O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, pediu ao ministro da Economia, Paulo Guedes, à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e ao secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, que adotem “providências cabíveis” em torno de uma apuração de auditores fiscais da Receita Federal sobre possíveis fraudes de corrupção, lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio ou tráfico de influência por parte de Gilmar Mendes e familiares.

O pedido de providências atende a pedido do próprio Gilmar Mendes, para quem não há nenhum fato concreto nos documentos obtidos pela coluna Radar, de Veja.


10 comentários

  1. sábado, 9 de fevereiro de 2019 – 22:17 hs

    SE FAZEM ISSO COM UM MINISTRO DO SUPREMO, IMAGINEM OQUE NÃO FAZEM COM DEMAIS CONTRIBUINTE!!!
    IMAGINEM ENTÃO OQUE FIZERAM NA GESTÃO DO PT???

  2. johan
    sábado, 9 de fevereiro de 2019 – 22:56 hs

    Caro Fábio, com as declarações o supremo Gilmar está buscando escapatória citando a ditadura alemã. O país vive uma democracia, e como tal, não existe nenhum cidadão acima da lei. O presidiário Lulla, já foi condenado em segunda instância, e os seus parceiros continuam citando o mantra da inocência. Ele também se achava acima da lei, e vejam o que aconteceu. O judiciário e a magistratura não possuem compromissos fora da lei, e o supremo Gilmar também concorda com essa premissa. Atenciosamente.

  3. Toninho
    domingo, 10 de fevereiro de 2019 – 7:28 hs

    Esse lixo, parido do fernando henrique cardoso, deveria sair de onde está direto pra cadeia.

  4. Artur
    domingo, 10 de fevereiro de 2019 – 10:35 hs

    Assim como a receita não pode se transformar numa GESTAPO, o judiciário e em especial STF, não podem se transformar em blindagem para bandido e nem num covil da ladrões!!!!!

  5. Parreiras Rodrigues
    domingo, 10 de fevereiro de 2019 – 10:36 hs

    Continua de pé a minha aposta: Gilmar Mendes se aposenta num dia e no outro se muda para Lisboa.

  6. Parreiras Rodrigues
    domingo, 10 de fevereiro de 2019 – 10:37 hs

    Completando: Podre de rico.

  7. João Antônio
    domingo, 10 de fevereiro de 2019 – 12:00 hs

    Gilmar, quem não deve, não teme! Fique tranquilo se não deves.

  8. bagrinhoensaboado
    domingo, 10 de fevereiro de 2019 – 21:29 hs

    Irá chegar a vez dele. Este é muito cretino.

  9. PIMENTA PURA
    segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019 – 7:58 hs

    Este cara e mais alguns do STF são os verdadeiros LH (lixo humano) deste país. O Supremo que deveria ser a verdadeira cons-
    tituição deste país hoje está recheada de vagabundos que criam e
    interpretam as próprias leis protegidos por suas togas. Que estas
    “togas” sirvam para voarem para o inferno !!!

  10. pronto falei
    segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019 – 9:25 hs

    CALMA EXCELÊNCIA, NÃO DEVES, NÃO TEMAS, O AR E ALEI SÃO PARA TODOS; O SENHOR SEMPRE FOI JUSTO EM SUAS SENTENÇAS, RECEBERÁ A MESMA JUSTIÇA QUE TARDA MAS (às vezes) NÃO FALHA !

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*