Receita abre investigação sobre patrimônio de Gilmar Mendes | Fábio Campana

Receita abre investigação sobre patrimônio de Gilmar Mendes

Coluna Radar,
A Receita abriu um trabalho para identificar “focos de corrupção, lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio ou tráfico de influência” do ministro Gilmar Mendes e de sua mulher, Guiomar.
O relatório, de maio de 2018, aponta uma variação patrimonial sem explicação de 696 396 reais do ministro em 2015 e conclui que Guiomar “possui indícios de lavagem de dinheiro”.
Embora a movimentação financeira do casal seja alta (apenas em 2016, foram 17,3 milhões de reais), especialistas ouvidos pela coluna acharam a conclusão do relatório açodada.

Em contato com a coluna, Guiomar Mendes afirma: “Ainda dominada por profunda perplexidade e indignação, tenho a lhe dizer que minha atuação profissional sempre se pautou pelo respeito às instituições e àqueles que as integram e pela observância aos valores éticos e morais inerentes ao exercício da advocacia. Não bastassem as minhas palavras, coloco à sua disposição as Reuniões de Contas do escritório que me dizem respeito, com a devida relação dos processos em que atuei e respectivos valores recebidos, bem como movimentação bancária e declarações de rendimentos apresentadas junto à Receita Federal com discriminação detalhada de bens e valores absolutamente compatíveis com os ganhos que obtive”.

O ministro do STF, por sua vez, entrou com uma petição na PGR e na própria Receita quanto às acusações. “O que causa enorme estranhamento e merece pronto repúdio é o abuso de poder por agentes públicos para fins escusos, concretizado por meio de uma estratégia deliberada de ataque reputacional a alvos pré-determinados […} Tal estratégia revela-se clara no presente caso, em que ilações desprovidas de qualquer substrato fático são feitas não apenas em relação a minha pessoa, mas em relação a todo o Poder Judiciário nacional”, diz.

(Fotos: Google/Reprodução)


6 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019 – 13:39 hs

    É a vingança maligna contra um dos últimos juízes de Berlim.

  2. QUESTIONADOR
    sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019 – 14:38 hs

    -Ministros do STF se acham semi-Deuses no Brasil e acreditam piamente que estão acima da lei e podem manipulá-la a seu prazer.
    -Ainda não foi completamente explicado a ligação de Gilmar Mendes com Daniel Dantas, os amigos de Gilmar do Rio de Janeiro(aqueles empresários do transporte coletivo…) e as doações à seu instituto!!!

  3. Rr
    sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019 – 15:10 hs

    Mete bala nesse verme.

  4. JM
    sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019 – 16:41 hs

    Parabéns

  5. Paulão
    sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019 – 19:41 hs

    É duro achar explicações para o inexplicável !!A Lei vale para todos os brasileiros e brasileiras sem distinções de cor, credo, nível de instrução , idade, signo, etc

  6. NA CORDA BAMBA
    sábado, 9 de fevereiro de 2019 – 6:50 hs

    Este cara é a maior aberração no mundo político que o Brasil já
    teve. Claro que tem rabo preso. Só fala grosso porque o STF está
    “blindado” de todos os lados, porem se investigar não sobra um.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*