Praczyk, da Igreja Universal, ganha cargo no governo | Fábio Campana

Praczyk, da Igreja Universal,
ganha cargo no governo

Edson Praczyk é ex-deputado do PRB, braço politico da Igreja Universal. Pois foi a Universal quem decidiu substituir seus parlamentares por novos candidatos da hierarquia, uma ordem emanada do mais alto escalão, o bispo Edir Macedo. Mas Praczyk não vai ficar no relento. Acaba de virar o sétimo ex-deputado a ocupar cargo no governo Ratinho Jr. Será Assessor da diretoria da Celepar – uma das inacreditáveis 40 vagas desta categoria disponíveis para indicação política na Companhia de Processamento de Dados do Paraná, com salários que vão até R$ 21 mil.

Militante do PRB e pastor do Igreja Universal do Reino de Deus, Praczyk exerceu cinco mandatos na Assembleia Legislativa desde 1998.


7 comentários

  1. Gisele Lima
    quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019 – 15:19 hs

    Comentário altamente preconceituoso! Como se um evangélico não fosse capaz de exercer qualquer cargo. Engraçado q quando é um católico ou um pai de santo ninguém dá destaque p a religião. Isso é intolerância religiosa!

  2. Pe Vermelho
    quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019 – 15:44 hs

    É o Novo Governo se atolando nas velhas práticas da politicagem.

  3. quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019 – 16:36 hs

    SARAVÁ,KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

  4. quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019 – 16:59 hs

    Que vergonha, Sr Governador.
    E Eu acreditei.
    Tira o tubo!!!
    Sinceramente colocar alguém que contratou funcionários fantasmas, desviou salários, votou por outra pessoa.
    Sem condições.
    Quanto mais conheço as pessoas mais eu amo meu cachorro.

  5. Dosel Jr.
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019 – 11:09 hs

    Pelos seus conhecimentos e formação voltada unicamente para a religião prote$tante, não tenho dúvida que será o que críticos chamam de aspone. A tradução desta qualificação fica para cada um………..
    OB: a palavra protestante, neste caso, não se escreve com “S”, entendido?

  6. ELEITOR PARANAENSE
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019 – 12:00 hs

    Oia,esse governador já tá exagerando.Só 4 anos,e será muito tempo,cada governo ficando pior que o anterior.E isso é só o começo.
    Reciclagem……..mas com qualidade governador.

  7. antonio carlos
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019 – 12:07 hs

    Será que a estatal da informática precisa tanto assim da expertise do ex-deputado e pastor? Ele tem muito a aportar à estatal? Depois reclamam com razão do aparelhamento do Estado pelos amigos do rei, ou melhor, do governador. Não está o Ratinho trocando cuecas de seda velho por novos cuecas de seda? já vi que perdi o meu voto, e o governador perdeu o meu para sempre

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*