PGR pede que apuração sobre Lorenzoni vá para Justiça Eleitoral | Fábio Campana

PGR pede que apuração sobre Lorenzoni vá para Justiça Eleitoral

G1

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu nesta segunda-feira (18) ao Supremo Tribunal Federal o envio para o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS) de apuração preliminar sobre supostos repasses por meio de caixa dois do grupo J&F ao ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS).

Em 2017, o ministro da Casa Civil admitiu ter obtido da empresa, para a campanha de 2014, R$ 100 mil não declarados à Justiça Eleitoral, por meio de caixa dois. Em relação a esse caso, Onyx pediu desculpas.

Em novembro do ano passado, delatores da J&F entregaram à PGR uma planilha que, segundo eles, comprova que o ministro recebeu um segundo repasse de R$ 100 mil por meio de caixa 2 em 2012.

Em relação a esse caso, Onyx se disse um “combatente contra a corrupção” e afirmou à época que a notícia “requenta uma informação do ano passado [2017]”. De posse dos documentos, a PGR decidiu instaurar uma apuração preliminar sobre o caso.

Ao solicitar o envio da apuração preliminar para o TRE-RS, a Procuradoria considerou que, como o foro privilegiado foi restrito a casos ocorridos durante o mandato e que tenham relação com o cargo, Onyx não deve ter o caso analisado pelo Supremo, mas sim pela primeira instância da Justiça Eleitoral. A decisão será analisada pelo relator do caso, ministro Marco Aurélio Mello.

Caso o ministro atenda ao pedido da PGR, caberá ao TRE-RS analisar o caso e decidir sobre abertura de inquérito ou arquivamento do caso.


3 comentários

  1. antonio
    segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019 – 23:07 hs

    Será o último civil do governo a cair. Só ficaram militares. Ou acertam o País ou vamos devolve-lo pros índios.

  2. xiru de palmas
    terça-feira, 19 de fevereiro de 2019 – 8:00 hs

    O Bibiano foi despachado por causa dos laranjas e este senhor que admitiu caixa dois vai ficar assim, bonitinho??????
    Ou será que alei Requião (que inocenta quem se declara culpado) foi promulgada?

  3. terça-feira, 19 de fevereiro de 2019 – 8:49 hs

    Bah,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*