PGR avalia delação de Palocci: muita espuma e poucos fatos | Fábio Campana

PGR avalia delação de Palocci: muita espuma e poucos fatos

Na alta cúpula da PGR, a análise sobre a delação de Antonio Palocci é a mesma da turma do MP de Curitiba, que rechaçou o acordo com o ex-ministro: muita conversa, com histórias rocambolescas, e poucos fatos. As informações são de Maurício Lima na coluna Radar da Veja.


3 comentários

  1. Jokenpô
    domingo, 10 de fevereiro de 2019 – 17:23 hs

    Abertos os trabalhos avoco os expedientes e instalo de officio as tramoias! Cumpra-se.

  2. antonio carlos
    domingo, 10 de fevereiro de 2019 – 17:42 hs

    O delator não quer acabar como o Celso Daniel, comendo capim pela raiz. Ele fala, fala, fala mas apresenta poucas provas, ou seja, o cara quer se dar bem mas ainda quer ter trunfos na manga, sabe o que os colegas de partido fazem com traidores como ele.

  3. FUI !!!
    segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019 – 7:22 hs

    Como já escrevi tantas vezes aqui, o Palocci perdeu o bonde. Ima-
    ginou que como sempre foi o homem forte do Lula e Dilma, teria
    uma história diferente dentro do PT. Tirariam na marra das garras do
    Moro. Demorou para delatar todos e o caminho que resta a ele é
    sòmente a carroça puxado por um burrico porque tudo que falar agora
    já não tem novidade.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*