País das gambiarras e da impunidade | Fábio Campana

País das gambiarras e da impunidade

No Brasil, uma das regras é burlar a lei para tirar algum proveito. Como poderia ser diferente quando seus governantes se especializaram em enriquecer com a corrupção?

Isso ajuda a explicar a série de tragedias que marca o início deste 2019 tenebroso. A irresponsabilidade ao resolver problemas com soluções paliativas e improvisos, o desrespeito às regras às leis, a incúria dos que procuram baixar custos aumentando riscos absurdos, a impunidade.

Isso provocou a morte de centenas de pessoas na lama em Brumadinho, nas chuvas no Rio de Janeiro, no fogo do CT do Flamengo e até no acidente que matou o jornalista Ricardo Boechat, na queda de um helicóptero não autorizado para transportar passageiros. Não por acaso, a procuradora-geral, Raquel Dodge, afirmou que essas tragédias eram “evitáveis.”

Dez jovens foram mortos no alojamento improvisado há uma década, de material altamente inflamável, no “Ninho do Urubu”, do Flamengo. A Vale soube do risco dias antes, mas o rompimento da barragem em Brumadinho já superou 170 mortos e ainda há 182 desaparecidos. As chuvas no Rio e em São Paulo provocam destruição e mortes há meio século. A “solução” todos os anos é paliativa e emergencial. Ou seja, apenas enganação. Apenas o drible na lei, num país em que a lei depende de um Judiciário sob permanente suspeição.


2 comentários

  1. Paulo Bueno Netto
    terça-feira, 12 de fevereiro de 2019 – 11:30 hs

    Senhor Jornalista e seus seguidores!
    Os senhores sabem quantas pessoas morrem “diariamente” no Brasil em eventos titulados como acidentes de transito, mas que, não são acidentes, e que esses eventos são sim, ocorrências advindas da ignorância dos motoristas ao volante dos veículos automotores, por erro durante sua formação?
    Prestem atenção: doze (12) ao dia!
    Uma a cada duas horas!
    Ao ano – são 4.380 vitimas (mortes).
    Culpo o DENATRAN.
    Observem que essas mortes, a cada três dias, equivalem a uma nova Brumadinho! E alguém está incomodado com isso?
    Dilma nada fez!
    Temer, também, nada fez!
    Agora é a vez de Jair Bolsonaro…
    Atenção senhor Presidente: o que o senhor fará para evitar a morte de doze pessoas todos os dias, por má formação pelos Detrans Brasil afora?

  2. Mestre Yoda
    terça-feira, 12 de fevereiro de 2019 – 15:41 hs

    É? E daí, vai mudar alguma coisa? Claro que não, vivemos em Pindorama, a terra de Macunaíma, o herói sem nenhum caráter. Enquanto tivermos um Judiciário que só se preocupa com os próprios salários. Onde quem tem dinheiro para pagar advogado não fica um dia sequer na cadeia, mesmo tendo matado dois rapazes, tragédias como estas vão continuar se repetindo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*