No Japão, Cida recebe a chave da província de Hyogo | Fábio Campana

No Japão, Cida recebe a chave da província de Hyogo

A ex-governadora do Paraná, Cida Borghetti, recebeu das mãos do governador de Hyogo, Toshizo Ido, a chave da província. É mais alta honraria concedida a um visitante. A homenagem ocorreu na sede do governo de Hyogo nesta semana. Cida viajou ao Japão a convite do governo para uma série de reuniões e evento nas áreas econômica, social e cultural.

O Paraná é estado-irmão da província de Hyogo há cerca de 50 anos e esta é a primeira vez que um governante ou ex-governante paranaense recebe a homenagem.

“Fico muito honrada pela confiança do governo de Hyogo em me conceder a chave da província. Paraná e Hyogo são responsáveis por uma parcerias de resultados com intercâmbios nas áreas cultural, industrial, educacional, científica, técnica e de energia”, disse Cida, que destacou a importância das irmandades entre cidades japonesas e paranaenses.

Curitiba é cidade-irmã de Himeji; Londrina de Nishinomiya; Maringá de Kakogawa e Paranaguá de Awaji-shi.

No ano passado, enquanto governadora, Cida Borghetti recebeu no Palácio Iguaçu o vice-governador Hyogo, Kazuo Kanazawa, e uma comitiva formada por 13 estudantes colegiais e universitários, professores e representantes governamentais que foram ao Estado para conhecer tecnologias utilizadas na agropecuárias paranaense.

Também no ano passado, Cida recebeu a princesa Mako do Japão, neta mais velha do imperador Akihito, em Maringá. A princesa esteve no Paraná para as comemorações dos 110 anos da imigração japonesa.

CONVITE – “O governo japonês identificou, na ex-governadora, o perfil de liderança natural, por isso a convidou para uma visita oficial”, explicou o cônsul-geral do Japão, Hajime Kimura.

Em dez dias, a ex-governadora esteve em seis cidades onde se reuniu com Ministros de Estado, governadores, prefeitos, dirigentes de multinacionais e empresários. Cida também conheceu um Hospital para Crianças, Centro de Educação Infantil, um espaço integrado para lazer, Centro de Redução de Riscos e umCentro de Pesquisas.


3 comentários

  1. Luiz Carlos
    quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019 – 18:25 hs

    A esperta requereu a aposentadoria(com 9 meses como governadora e tratou de vazar. O que de fato foi fazer lá? Se esconder por um tempo?

  2. Ivo Tavares
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019 – 9:03 hs

    Vai deixar a província cheia de buraco e com um rombo daqueles igual fez com o Paraná.

  3. Observador
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019 – 13:22 hs

    Por favor, alguém avisa os japas que essa senhora é uma mera desempregada…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*