General Mourão: 'Bebianno faltou com a lealdade' | Fábio Campana

General Mourão: ‘Bebianno faltou com a lealdade’

BR18

O general Hamilton Mourão classificou como “falta de lealdade” a divulgação de áudios do presidente Jair Bolsonaro conversando com Gustavo Bebianno, que acabaram desmentindo a versão de que não havia ocorrido troca de mensagens entre os dois. “Não resta dúvida de que o ex-ministro ao divulgar uma conversa dele com o presidente está faltando com a lealdade”, afirmou. “Vocês não queriam saber o que é do foro íntimo? Isso aí é do foro íntimo”, completou. Na última segunda-feira, 18, ao justificar a demissão de Bebianno, o porta-voz da presidência, Otávio do Rêgo Barros, justificou a decisão do presidente como sendo “de foro íntimo”.


4 comentários

  1. CLOVIS PENA - Certo o Mourão
    quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019 – 6:17 hs

    Sem entrar nos méritos. Nesta afirmativa concordo com Mourão.

    O argumento de Mourão se sobrepõe a tudo mais que falou Bebiano.

  2. antonio carlos
    quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019 – 9:12 hs

    Disse tudo Mourão, quem vaza conversa particular está pedindo para levar pé na bunda. Fez bem o “capitão” de despachar o “bocudo”.

  3. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019 – 9:58 hs

    O que mais me causa indignação é a cara de pau da Globo dizendo-se paladina da livre imprensa, da democracia, que não tem tendência partidária ou política..É de pelar o pescoço da gralha. Pau de galinheiro da Ditadura, postou-se depois ao lado do Fernando Caçador de Marajás Collor derrotando Lula em debate mas em seguida cerrou fileiras no exército do maior corrupto que já assumiu a presidência brasileira. A pátria da Globo se chama Poder e o deus dela é o Dinheiro.
    Fosse eu o William Bonner, me recusaria a ler aquela nota, infame.

  4. Palpiteiro
    quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019 – 10:03 hs

    Lealdade é um dever de mão dupla. Quando alguém rompe primeiro este dever, desobriga o outro do seu cumprimento. Ninguém pode negar.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*