Governo deve unificar documentos no CPF | Fábio Campana

Governo deve unificar documentos no CPF

O Ministério da Economia preparou decreto para unificar documentos no número do CPF. A ideia é ter apenas um número geral para o cidadão.
A pasta sublinha que não se trata da criação de um novo documento, mas de uma unificação dos já existentes. O CPF passaria a valer como número de carteira de trabalho, PIS/Pasep, certificado de reservista e título de eleitor – carteira habilitação e passaporte ficam fora da lista porque são passíveis de apreensão.
A expectativa é que o decreto seja assinado por Bolsonaro nas próximas semanas. Após a publicação do decreto, os órgãos terão três meses para alterar seus sistemas e usar o CPF como o registro único.

 


Um comentário

  1. Edson
    quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019 – 11:39 hs

    É uma ótima ideia, só que vai ficar mais fácil para os estelionatários, pois precisarão de um único documento para fazerem suas fraudes! Por tanto, deveriam incluir um sistema de proteção, tal como código de barras, criptografia, impressão digital para acompanhar uso de cartões de crédito, empréstimos, contratos e outros, pois, qualquer nota fiscal, contas de tarifas, exporão todos os dados do cidadão!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*