Depois da derrota, o descanso espiritual | Fábio Campana

Depois da derrota, o descanso espiritual

Fábio Ramalho queria ser presidente da Câmara dos Deputados. Para convencer as excelências a lhe entregarem seus votos, até que se movimentou bastante, fez promessas de tudo quanto é tipo, como por exemplo, a necessidade ‘de dar ao parlamentar uma melhor qualidade de vida’. Nem isso colou. Conseguiu apenas 66 cúmplices votos.
Pois, pois, não eleito presidente, ainda não voltou ao batente. Disse estar “em descanso espiritual para se encontrar consigo mesmo”.
É bom descansar bastante, porque Ramalho terá outra questão para resolver: está sem gabinete.


Um comentário

  1. quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019 – 16:19 hs

    TALVEZ UM CHÁ DE FOLHAS DE GOIABEIRAS RESOLVERIA?KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*