Cida contesta Renê "Carioca" | Fábio Campana

Cida contesta Renê “Carioca”

Cida deixa R$ 5,1 bilhões em caixa e investe acima da lei em saúde e educação

A gestão Cida Borghetti deixou R$ 5,1 bilhões no caixa do tesouro estadual ao final de 2018. Desse total, cerca de R$ 491 milhões de recursos livres. O valor de R$ 491 milhões considera os R$ 192 milhões, apresentados no relatório da Secretaria da Fazenda, e mais os R$ 299 milhões de recursos livres nas Fontes 125 (venda de ações) com R$ 3 milhões, Fonte 148 (venda da folha) com R$ 34 milhões, e Fonte 300 (superavit de anos anteriores) com R$ 262 milhões, conforme o anexo 5 do relatório de gestão fiscal do período de janeiro a dezembro publicado no Portal da Transparência.

Os dados foram apresentados nesta quarta-feira (27) pelo secretário da Fazenda, Rene Garcia, durante a prestação de contas do último quadrimestre de 2018, na Assembleia Legislativa. O relatório comprova também que todos os compromissos assumidos pela gestão Cida Borghetti possuem recursos reservados ou empenhados. Renê Garcia respondeu grosseiramente à deputada Maria Victoria e depois desculpou-se com uma esfarrapada alegação: “desculpe meu jeitão carioca.”

Educação e saúde – Os números oficiais mostram que a gestão de Cida investiu acima dos percentuais exigidos por lei em Saúde e Educação. Na Saúde, o Estado aplicou, em 2018, quase R$ 3,8 bilhões ou 12,17 % do orçamento. A legislação determina o mínimo de 12%.

Já na Educação, a gestão Cida fechou o ano com R$ 10,4 bilhões investidos, o que representa 33,49 %, acima dos 30 % previstos em lei.

Pessoal – O relatório comprova também o respeito à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O poder Executivo fechou o ano de 2018 comprometendo 44,56 % da receita corrente líquida com pessoal. Abaixo dos 46,55 % do limite prudencial e dos 49 % do limite legal.

Se considerar o consolidado geral, somando os gastos com a folha dos outros poderes (Judiciário, Legislativo e Ministério Público), o Estado do Paraná terminou o ano com 53,12 % da receita corrente líquida comprometida com pessoal. Nesse caso, o limite prudencial é de 57 % e o limite legal de 60 %.

Dívidas reduzidas – Além disso, a gestão atual recebeu um Estado com baixo endividamento e com capacidade de assumir empréstimos nacionais e internacionais para obras e investimentos. Atualmente o Paraná tem a possibilidade de buscar até R$ 60,9 bilhões em financiamentos.


7 comentários

  1. Genildo
    quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019 – 17:39 hs

    “R$ 5,1 bilhões no caixa do tesouro estadual ao final de 2018”?????
    Até acreditaria nesse valor já que uma boa parte dessa soma poderia ser obtida através do arrocho salarial que o funcionalismo público do Paraná tem passado pelos últimos 3 anos.
    A pergunta final é: onde esta todo esse dinheiro??? Se ele existe por que o Executivo não cumpre a lei e aplica a reposição salarial que é prevista na Constituição? Ao agente público não é facultado o direito dele escolher qual lei vai cumprir, a ele é imposta a obrigação de cumprir TODAS as leis.
    A você que me lê, deixe de aplicar o salário minimo regional e aguarde só as penalidades……..

  2. quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019 – 18:33 hs

    Só faltou esclarecer que não pagou ninguém. Paralisou obras e guardou o dinheiro e as contas a pagar pro governo novo. Kkkkkk

  3. Canguru Perneta
    quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019 – 20:05 hs

    A filha deputada da ex vice governadora do corrupto Beto Richa, aquela mesma que assumiu o governo quando o Richa deixou o governo para ser candidato ao senado e em vez disso foi preso por envolvimento em tudo que foi maracutaia, filha também do ex ministro Ricardo Barros, aquele que era junto ao Nelson Meurer dono do PP, segundo maior partido beneficiado nos desvios da Petrobras e nas propinas das empreiteiras, saiu em defesa da mamãe? É claro que não poderia ser diferente, afinal é da mesma prole, farinha do mesmo saco! Se realmente o MP quiser revirar o pouco tempo de governo da mamãe, vai ter mais gente do governo Richa preso, ahhh se vai!

  4. urtica urens
    quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019 – 8:20 hs

    secretaria da fazenda com cara de cobrador das casas bahia

    onde o rato achou essa gente ….

  5. flavio
    quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019 – 9:58 hs

    Também não acredito nesta familia , muito BLA BLA BLA, se procurar acha .

  6. MARCOS PARANÁ
    quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019 – 10:12 hs

    OPORTUNISTA, MENTIU AOS PARANAENSES UMA SÉRIE DE AÇÕES DO GOVERNO QUE NÃO VINGARAM, LIBEROU VERBAS E OBRAS PARA MUNICÍPIOS SEM DINHEIRO EM CAIXA, RETIROU DUPLICAÇÃO DA RODOVIA DOS MINÉRIOS, RETIROU OBRA DO OBRA DE PRAIA DE LESTE, SUSPENDEU FAIXA DE INFRAESTRUTURA, DESTINOU DINHEIRO EM EXCESSO A MARINGÁ, COMO MEDO QUE BARROS NÃO SE REELEGE-SE. ENFIM CURTA SUA APOSENTADORIA ADQUIRIDA POR FICAR 9 MESES NO GOVERNO SÓ FAZENDO POPULISMO POLÍTICO BARATO.

  7. Pier P
    quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019 – 12:40 hs

    KKKKKKKKKKKKKK
    Ele mandou muito bem, Menininha arrogante, tomou uma invertida que perdeu o rumo de casa, Foi falar oq não sabe tomou na tarraqueta, Secretário está de parabéns…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*