"Ampliação da pista do aeroporto tornará Maringá mais competitiva", afirma Barros | Fábio Campana

“Ampliação da pista do aeroporto tornará Maringá mais competitiva”, afirma Barros

O deputado federal Ricardo Barros participou na manhã desta sexta-feira (15) da assinatura da ordem de serviço para as obras de ampliação da pista e de melhorias do aeroporto de Maringá. Serão investidos R$ 81,5 milhões nas obras que tornarão a pista do aeroporto de Maringá a maior do Paraná aumentando a capacidade de transporte de passageiros e cargas. Os recursos são federais com uma contrapartida municipal.
Barros lembrou que as negociações para os investimentos de ampliação da pista iniciaram ainda em 2011, a pedido do então prefeito Silvio Barros. “Essa é uma data importante, quando consolidamos essa conquista para a cidade. A bancada federal do Paraná tem sido muito ativa na conquista de recursos importantes para as cidades, e esse é mais um recurso federal que veio para Maringá e vai nos ajudar muito ser mais competitivos”, disse.

“Esses recursos demoraram, porque a burocracia está muito exigente. Daquele programa voltado aos aeroportos regionais lançado pelo governo federal, nós somos o primeiro município a receber efetivamente os recursos”, acrescentou o deputado.

O prefeito Ulisses Maia agradeceu o empenho da bancada federal. “Só tenho que agradecer por chegar a esse momento, muita gente se esforçou para conseguir esses recursos. Não posso deixar de agradecer aos nossos deputados federais Ricardo Barros e Luís Nishimori porque foram essenciais para conseguirmos falar com os ministros e liberar os recursos para obra. Estou muito feliz, o resultado está aí. Em 18 meses teremos a obra concluída”, disse Maia.

Com as melhorias, o aeroporto de Maringá salta de categoria, podendo receber aeronaves modelo 767 que pode levar até 280 passageiros e operar com maior capacidade de carga. Atualmente o limite são as aeronaves modelo 737, que transportam 170 passageiros.

A OBRA – A pista de pousos e decolagens do Aeroporto Silvio Name Júnior será reforçada e ampliada de 2.100 metros para 2.380 metros – o que a tornará a maior pista do Estado.

Os investimentos também preveem a construção de uma taxiway – pista paralela de apoio às operações em solo, a reforma do pátio de aeronaves, a ampliação da Seção de Incêndio, uma nova estação metereológica e a implantação de auxílios à navegação aérea, com instalação de instrumentos de aproximação ILS categoria 3 e ALS.

O prazo contratual de conclusão é de 18 meses. Durante o período, o aeroporto vai operar normalmente, porém com algumas limitações.


5 comentários

  1. Luiz Flavio
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019 – 13:02 hs

    E o Aeroporto de Londrina Ò…. continua numa boa.

  2. Observador
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019 – 13:19 hs

    Pera ai, 81 milhões pra construir cerca de 300 metros de pista?
    Ninguem achou esse valor absurdo?
    Pode investigar que alguém tá levando um “por fora” aí

  3. sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019 – 14:33 hs

    Esse Ricardo Barros é uma piada……….vem dizer que é uma reivindicaçao do Silvio Barros…deve ser mesmo pelo valor da obra 81 milhoes de reais………isso o MP rem que rever o valor .ladroagem . Pois a estrada aqui de Pontal do Paraná para a construção do Porto de Pontal não fica nesse valor ..choooooooooo satanas ……….Urubu!

    .

  4. Mestre Yoda
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019 – 15:04 hs

    Parabéns, agora para tudo ficar às mil maravilhas é só duplicarmos a Rodovia do Café até Ponta Grossa.

  5. PitBull
    sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019 – 17:25 hs

    Será que esse aeroporto é igual aquele do Aécio ?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*