A mudanças na CNH | Fábio Campana

A mudanças na CNH

Além de unificar carteira de trabalho, PIS/Pasep, certificado de reservista e título de eleitor no número do CPF, o governo também planeja ampliar a validade da CNH de cinco para dez anos de validade.
Bolsonaro disse que o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, vai anunciar essa e outras novidades para o trânsito, como o fim da obrigatoriedade de aulas com simulador, a “questão do emplacamento” e a revisão ou extinção de “medidas que afetam o caminhoneiro”.

 


4 comentários

  1. Mestre Yoda
    quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019 – 16:55 hs

    Não é muita coisa e todas de uma vez só? Esta coisa de querer cumprir promessas de campanha dificilmente acabam bem, é muita gente querendo tudo ao mesmo tempo. Ampliar de cinco para dez anos a validade da CNH? Ótimo, mas só para pessoas com idade inferior à 60 anos, estamos cansados de ver vovôs morrendo na condução de caminhões e ônibus. Mudar é bom mas tudo a seu tempo e sem tanta pressa assim

  2. intruso
    quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019 – 23:35 hs

    O povo clama pelo fim da INDÚSTRIA DA MULTA..restte é detalhe..

  3. quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019 – 9:46 hs

    Mestre (porra nenhuma) Yoda, tenho 64 anos e dirijo com um braço amarrado contra vc . Aliás, japonês é tudo ruim de volante.

  4. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019 – 11:29 hs

    O Brasil é o país mais burocrático da face da terra e acha que leis e mais leis vão acabar com todos os problemas. O tal Denatran emite centenas de normas, instruções e portarias por ano, determinando até como soltar flatos a bordo dos veículos, imaginando que isso acabará com os acidentes e as infrações. Sem falar na nova placa deste Mercosul falido e mal pago, que foi inventada para arrancar dinheiro do povo e dar a grana para alguma categoria de apaniguados, tal como antes foi feito com a tomada jabuticaba nacional. Um país de biltre e poltrões.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*