Valor de indenizações pagas a perseguidos políticos será revisto | Fábio Campana

Valor de indenizações pagas a perseguidos políticos será revisto

Ricardo Noblat,
Assim de passagem, em meio a uma resposta e outra a perguntas que lhe fizeram jornalistas da GloboNews, a ministra Damares Alves, da Mulher, Família e Direitos Humanos, revelou sem dar maiores detalhes que o governo Bolsonaro revisará o valor das indenizações a serem pagas daqui para frente a perseguidos políticos pela ditadura militar de 64.
A reparação econômica a civis e militares que foram perseguidos, punidos, demitidos, presos ou cassados durante a ditadura já custou R$ 13,4 bilhões aos cofres públicos nos últimos 22 anos, segundo levantamento feito pelo jornal Gazeta do Povo no final de 2017. Cerca de 10 mil anistiados recebem indenizações mensais.
Os valores pagos em indenização a anistiados políticos são isentos do Imposto de Renda e não podem ser objeto de contribuição à Previdência Social., segundo a Lei da Anistia. Entre os anistiados mais famosos estão os cartunistas Ziraldo e Jaguar, do extinto jornal “O Pasquim”, que fez dura oposição ao regime militar; e o ex-ministro José Dirceu.


5 comentários

  1. antonio carlos
    sexta-feira, 4 de janeiro de 2019 – 16:59 hs

    Uau, muita gente vai ficar como muitos aposentados por invalidez do INSS já ficaram, sem receber a sinecura que recebiam indevidamente. A choradeira da petezada não vai acabar até pelo menos 2022. Depois de mais este pente fino muita gente se arranca de vez para Portugal, não fica só na ameaça.

  2. Sisi
    sexta-feira, 4 de janeiro de 2019 – 20:03 hs

    Ótimo!!!! Só isso.

  3. VISIONÁRIO
    sábado, 5 de janeiro de 2019 – 5:11 hs

    Tudo que fora criado na gestão PT, PMDB e do próprio PSDB
    devem passar por um pente fino urgentemente. O novo governo
    está certo ao começar do zero e limpar a máquina pública contami-
    nada por estes partidos de esquerda. O Brasil precisa sair da era
    “Ferrari” para um simples fusca, porem funcionando e sabendo onde
    chegaremos…

  4. Juca
    domingo, 6 de janeiro de 2019 – 13:06 hs

    Tem Lula, tem Dilma e muitos outros figurões;

  5. Hafiki
    terça-feira, 8 de janeiro de 2019 – 16:13 hs

    O problema é que depois de aumentarem as indenizações, muitos visando dinheiro fácil se disseram perseguidos também, prejudicando e banalizando a situação de quem realmente tinha esse direito. É o Brasil. A Corrupção, a Vantagem e o Jeitinho se sobressaindo à moral e à ética, inclusive no âmbito doméstico e familiar.
    Ao final é só “se jogar no chão e dizer que foi vitima” ao invés de levantar e seguir em frente.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*