Parlamento venezuelano rejeita legitimidade de 2º mandato de Maduro | Fábio Campana

Parlamento venezuelano rejeita legitimidade de 2º mandato de Maduro

G1

A Assembleia Nacional da Venezuela, controlada pela oposição, declarou neste sábado (5) que o novo mandato de Nicolás Maduro, é ilegítimo.

Vitorioso no pleito de 20 de maio, o novo governo deverá ter início na próxima quinta-feira (10), diante de uma grave crise econômica. De acordo com o parlamento, a partir deste dia a presidência será usurpada. O novo mandato de Maduro é para o período entre 2019 e 2025.

Neste sábado, o Legislativo empossou seu novo presidente, Juan Guaidó, escolhido por unanimadade.

“Reafirmamos a ilegitimidade de Nicolás Maduro (…). A partir de 10 de janeiro, estará usurpando a Presidência e, consequentemente, esta Assembleia Nacional é a única representação legítima do povo”, declarou Guiadó.

Maduro, de 56 anos, saiu-se vitorioso nas eleições de maio, boicotadas pela oposição e não reconhecidas pelos Estados Unidos, pela União Europeia e por vários países latino-americanos.


2 comentários

  1. VISIONÁRIO
    domingo, 6 de janeiro de 2019 – 8:09 hs

    Se o próprio parlamento Venezuelano não conseguir derrotar o
    poder da tropa do Maduro não será outras nações que poderão fa-
    zê-lo. É mais uma prova de um país que sucumbiu à ditadura…

  2. FUI !!!
    segunda-feira, 7 de janeiro de 2019 – 7:12 hs

    Dá arrepio em pensar que durante os longos treze anos o Brasil
    viveu de beijos e abraços com países como Venezuela, Cuba e tan-
    tos outros comunistas. Só não viramos ainda uma filial da Venezuela
    porque uma boa parte da população acordou e mudamos o rumo
    do país.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*