Engenheiro preso foi premiado em gestão de risco de barragens | Fábio Campana

Engenheiro preso foi premiado em gestão de risco de barragens

Preso ontem por indício de responsabilidade no rompimento da barragem de Brumadinho, o engenheiro civil Makoto Namba foi premiado em outubro do ano passado por um projeto sobre gestão de risco de reservatórios de rejeito. A Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica considerou o estudo de caso da barragem de Itabiruçu, em Itabira, do qual Namba é co-autor, “uma abordagem diferenciada por analisar os riscos de forma probabilística, que quantifica os riscos de forma mais completa”.
Em novembro, a Vale apresentou o plano de aumentar para 850 metros a altura da barragem, que tem 835 metros. Segundo a mineradora, Itabiruçu tem capacidade para receber mais de 220 milhões de metros cúbicos de rejeitos. Em Brumadinho, a barragem que se rompeu tinha capacidade para 12 milhões de metros cúbicos.
Namba é engenheiro terceirizado da Vale e junto com outros profissionais assinou declarações de estabilidade do reservatório de Brumadinho, informando que as estruturas se adequavam às normas de segurança.

(Foto: GloboNews/Reprodução)


2 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2019 – 13:32 hs

    Cortem-lhes as cabeças, diria a rainha de copas ou Robespierre.

  2. Petrus
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2019 – 16:10 hs

    O papel aceita tudo, mas o conhecimento teórico é irrelevante sem a esperteza prática, de campo.

    Olhando aquela montanha de detritos úmidos, represados somente por outros detritos, mais sólidos, prensados patamares, qualquer LEIGO teria poucas dúvidas quanto à precariedade da barragem, ainda mais em época de intensas chuvas!!
    Em resumo: foram ECONOMIZAR e mataram centenas de inocentes!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*