Enchentes na região de Guaraqueçaba | Fábio Campana

Enchentes na região de Guaraqueçaba

A partir das 16h deste sábado (5), o Corpo de Bombeiros em Paranaguá começou a receber ligações via 193 informando sobre áreas inundadas em Guaraqueçaba, decorrentes das chuvas. Equipes do bombeiros e Defesa Civil iniciaram os trabalhos para verificação das condições no local e atendimento das solicitações de emergência.

A comunidade mais afetada foi Tagaçaba, com 65 desabrigados que, por terem suas residências inundadas, foram, já no fim da tarde de ontem, encaminhadas a pousadas da região, onde tiveram alimentação e pernoite, retornando a suas casas na manhã deste domingo, após a baixa das águas. Móveis, utensílios domésticos e embarcações dos moradores foram danificados.

A prefeitura trabalha para sanar dificuldades de água potável no local.

Tagaçaba de Cima também foi afetada, tendo a cabeceira da ponte sobre o Rio Capivari danificada. A prefeitura está fazendo a verificação no local para reparo. Assim como na região anteriormente citada, móveis e utensílios domésticos foram danificados, contudo, não houve registro de pessoas desabrigadas. O local conta com dificuldade de abastecimento de água potável e transmissão de energia elétrica, sendo providenciada a manutenção por órgãos competentes.

Batuva, Rio Verde, Utinga, Morato, Serra Negra, Assungui e Potinga também foram comunidades atingidas, ficando isoladas devido à obstrução de acesso ao local por conta de pontos de inundação/alagamento. Com a baixa das águas, o acesso voltou a ser estabelecido.

As primeiras ações de resposta ocorreram das 16h do dia 5 de janeiro às 3h do dia 6 de janeiro, com a utilização de recursos humanos e materiais para reconhecimento da área e tentativa de acesso às comunidades. Ao todo, neste período, foram empregados 18 bombeiros militares, quatro membros da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC) de Guaraqueçaba, quatro viaturas terrestres de busca e salvamento e três embarcações de busca e salvamento.

Às 7h do domingo (6), com o emprego do Falcão 04, o comandante operacional da ocorrência, Capitão Ícaro Gabriel Greinert, juntamente com o Coordenador Municipal de Proteção e Defesa Civil de Guaraqueçaba, Josias Rodrigues dos Santos, conseguiram acessar todas as comunidades atingidas e também foi feito o acesso por terra, com uma viatura de busca e salvamento composta por três bombeiros militares e um operador da REER (Rede Estadual de Emergência de Radioamadores), juntamente com uma embarcação de busca e salvamento. No Posto de Bombeiros de Antonina foi instalada uma repetidora para comunicações através da REER, com a presença de três operadores.

Às 10h, após sobrevoo das áreas atingidas, considerando-se que o incidente estava restrito às áreas citadas anteriormente e que, com a baixa da água o risco foi minimizado, o comandante do incidente, Tenente-Coronel Gerson Gross, determinou a desmobilização dos recursos de busca e salvamento, permanecendo as equipes em prontidão nos quartéis caso sejam necessárias novas intervenções.

O Corpo de Bombeiros continuará prestando apoio à COMPDEC para registros documentais do incidente.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*