Deltan diz que 'não há como concordar' com decisão de Fux sobre Queiroz | Fábio Campana

Deltan diz que ‘não há como concordar’ com decisão
de Fux sobre Queiroz

O procurador federal Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato em Curitiba, criticou a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux que suspendeu a investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro sobre as movimentações financeiras de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

“Com todo o respeito ao Min. Fux, não há como concordar com a decisão, que contraria o precedente do próprio STF. Tratando-se de fato prévio ao mandato, não há foro privilegiado perante o STF. É de se esperar que o Min. Marco Aurélio reverta a liminar”, escreveu Deltan em seu perfil no Twitter.

Deltan se junta a um grupo bastante heterogêneo de críticos da decisão, anunciada nesta quinta-feira. Além dele, comentaram o caso desde membros do Movimento Brasil Livre (MBL) e do Vem Pra Rua até integrantes de PT e Psol, entre outros.

A repercussão sobre a decisão de Fux fez o caso ocupar metade da lista de Trend Topics do Twitter esta tarde. Dos dez assuntos mais comentados, cinco são relacionados ao caso: “Queiroz”, “Flávio Bolsonaro”, “Luiz Fux”, “Supremo” e “O STF”.


3 comentários

  1. loise
    quinta-feira, 17 de janeiro de 2019 – 20:22 hs

    As vezes é bom dar uma olhada na catedral e não no tijolo. Essa investigação já há algum tempo está tendo uns sinais estranhos, de repente o procurador geral vem falar abobrinhas etc e tal. Acho que o CNMP deveria baixar uma comissão para acompanhar essa investigação. Só falta o o MP-RJ ter dado uma barrigada no processo…

  2. Fabio
    quinta-feira, 17 de janeiro de 2019 – 21:57 hs

    O Flávio não está sendo investigado, nem processado e condenado, e o aparelhado do MP/RJ quebra sem ordem judicial o sigilo bancário do cara desde 2007 (12 anos), nem a receita Federal faz isso, por isso foi ao STF!

    E mais: A extrema imprensa mentiu o dia todo alegando que o Flávio “travou” as investigações do MP/RJ, sendo que o mesmo só recorreu ao STF em nome dele mesmo, as investigações no RJ continuam, isso faz toda a diferença, a mídia não quer a verdade, só quer lacrar!

  3. sexta-feira, 18 de janeiro de 2019 – 9:12 hs

    O Pior é que os Deputados Estaduais do Rio que pertencem ao PSOL e PT MOVIMENTARAM mais de 40 milhões conforme o próprio COAF, mas o MP/RJ viram só o Queiroz! Muito estranho!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*