Defesa de Fernanda: 'fragílimo' argumento para prisão de Richa | Fábio Campana

Defesa de Fernanda: ‘fragílimo’ argumento para prisão de Richa

Os advogados de Fernanda Richa protocolaram uma petição de esclarecimento sobre a prisão de Beto Richa. O documento rebate os argumentos utilizados pelo Ministério Público Federal para embasar o pedido de prisão e as denúncias.
Os procuradores do MPF utilizaram e-mails de Fernanda como prova contra Beto. Em um dos e-mails (salvo na pasta “rascunho”) aparece as seguintes anotações: “Pedágios 3 milhões Beto”, “Sanepar Ag Reguladora”, “Copel”, “Compromissos com as empreiteiras financiam o Beto”, “Pactos de acionistas Sanepar” e “Copel está sendo vendida pelo Beto”. O MPF entende que as frases demonstram a ciência sobre outros esquemas ilícitos. O que combina com a delação do ex-diretor do Departamento de Estradas de Rodagem, Nelson Leal Junior.
A defesa de Fernanda alega que “todos esses temas eram notícias de jornal da época (ano de 2014), às portas do período eleitoral. A interessada, então, anotou os temas das notícias nesse rascunho de e-mail, que atribuíam ao seu esposo”, junto com isso, anexou manchetes da época que tratavam dos fatos anotados e classificou o que a Justiça chama de provas como “argumento fragílimo”, “absurdo, um argumento teratológico”.
A petição foi encaminhada para Justiça Federal. 

Em relação aos e-mails sobre a negociação de venda imóveis, a defesa de Fernanda Richa afirmou que todas as transações foram regulares e que Beto Richa não detinha a “palavra final” nas aquisições imobiliárias da família, como aponta o MPF. Conforme a defesa, as conversas entre Fernanda e Beto foram um diálogo de casal que está junto desde 1985. “A se levar a sério tal interpretação, todo e qualquer casal estará irreversivelmente vinculado e poderá ser criminalmente responsabilizado por qualquer ato de gestão praticado pelo outro cônjuge, apenas por emitir opiniões”, diz o documento.

Por fim, os advogados reforçam o interesse de Fernanda Richa em colaborar com as investigações.

(Foto: Google/Reprodução)


8 comentários

  1. Larissa Adriana
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2019 – 9:54 hs

    Quero ver o Beto e todos denunciados pelo MPPR em todas Operações presos, lugar de Corrupto e na Prisão!

  2. Hilander
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2019 – 10:28 hs

    Só o Beto recebeu do pedágio???? E o resto???? Cadeia para o bando!!!!!!!

  3. JM
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2019 – 11:35 hs

    Cadeia para todos os safados.

  4. Fernando
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2019 – 11:54 hs

    Engraçado que não houvi falar nada do mamona…será que ele tá escondido atrás de alguma porta ouvindo conversa dos outros pra depois chantagear ou curtindo férias em Camburiu em suas coberturas de luxo …

  5. João Batista
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2019 – 15:31 hs

    Tem que investiga a Sanepar ele fez dobra o preço da noite pro dia

  6. Rogério
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2019 – 15:39 hs

    E as testemunhas que denunciaram, não contam, depoimentos dos delatores , Tony Garcia e o do DER , e a gravação ” recebi uns tico tico” não conta, se isso não for indício de culpabilidade, não sei mais o que é.

  7. Ein Sof
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2019 – 16:15 hs

    Frágil é a ética desta família, isso sim…

  8. Larissa Adriana
    sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019 – 12:20 hs

    Simples, se fosse honesto não estaria preso!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*