Compra de votos: Justiça mantém condenação de ex-vereadores de Toledo | Fábio Campana

Compra de votos: Justiça mantém condenação de ex-vereadores de Toledo

Não teve chororô, por unanimidade os desembargadores da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná rejeitaram os recursos e mantiveram a condenação dos ex-vereadores de Toledo, Eudes Dallagnol (SD) e Giancarlo de Conto (PPS), por corrupção passiva e ativa.
Os dois foram acusados pelo Ministério Público de compra de votos na eleição para Mesa Diretora da Câmara da cidade em 2014, o que resultou em penas de dois anos e quatro meses de reclusão e pagamento de doze salários-mínimos, e dois anos, oito meses e vinte dias de reclusão e pagamento de 24 salários-mínimos, além da suspensão de direitos políticos.
Na esfera cível, os dois ex-vereadores também já haviam sido condenados, em junho de 2018, pelo juízo da 1ª Vara da Fazenda Pública de Toledo por improbidade administrativa, recebendo como punições a suspensão dos direitos políticos pelo prazo de 5 anos, proibição de manter negócios com o Poder Público pelo prazo de três anos e pagamento de multa civil no valor de R$ 501.058,50 com correção monetária e juros de mora.


Um comentário

  1. quarta-feira, 9 de janeiro de 2019 – 11:09 hs

    Quando estavam sob o domínio Petistas, eram calados. Não sabem esses idiotas , que se o comunismo que estava sendo embrionado ja teria colocado esses dois idiotas no paredon…sem direito a porra nenhuma de defesa…Sérgio Moro está atendendo ao caos deixado no Ceará, terra do Cel Ciro, que não faz porra nenhuma, e tem que escutar merda de idiota petista.Os 13 anos foram calados….ta bão.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*