Após perder enterro, Lula decide não ir a São Paulo | Fábio Campana

Após perder enterro, Lula decide não ir a São Paulo

O presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não irá a São Bernardo do Campo para se encontrar com familiares após o sepultamento de seu irmão Genival Inácio da Silva, o Vavá. O próprio ex-presidente teria comunicado seus advogados após tomar conhecimento de que seu irmão já tinha sido sepultado.
“O presidente Lula gostaria de participar do enterro e se despedir do seu querido irmão. É claro que ele também quer se encontrar com a família, mas para isso vai ter outra oportunidade”, disse Okamotto.
O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, acolheu parcialmente o pedido da defesa de Lula e havia autorizado que o ex-presidente se deslocasse para uma unidade militar na região do ABC, em São Paulo, para se encontrar familiares.
Na decisão, Toffoli assegurava a possibilidade de que o corpo do seu irmão, Genival Inácio da Silva, o Vavá, fosse deslocado para a unidade militar, destacando que “prestar a assistência ao preso é um dever indeclinável do Estado”. Vavá, no entanto, foi sepultado minutos depois, às 13 horas.

Na decisão, Toffoli frisou que, segundo a Polícia Federal, não haveria tempo hábil para o deslocamento de Lula ao local do sepultamento, além dos riscos à segurança dos presentes e de agentes públicos mobilizados para o deslocamento.

“Todavia, as eventuais intercorrências apontadas no relatório policial, a meu ver, não devem obstar o cumprimento de um direito assegurado àqueles que estão submetidos a regime de cumprimento de pena, ainda que de forma parcial, vale dizer, o direito de o requerente (Lula) encontrar-se com familiares em local reservado e preestabelecido para prestar a devida solidariedade aos seus, mesmo após o sepultamento, já que não há objeção da lei”, ressaltou Toffoli.

“Por essas razões, concedo ordem de habeas corpus de ofício para, na forma da lei, assegurar, ao requerente Luiz Inácio Lula da Silva, o direito de se encontrar exclusivamente com os seus familiares, na data de hoje, em Unidade Militar na Região, inclusive com a possibilidade do corpo do de cujos ser levado à referida unidade militar, a critério da família”, determinou Toffoli.

As informações são d’O Estado de S. Paulo.


6 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2019 – 14:32 hs

    Apenas pretexto para marcar presença e fazer comício no local. Bater bumbo e panela para lembrar que ainda está vivo. Papo furado.

  2. Cometa
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2019 – 15:04 hs

    Lula ignorou os enterros de dois irmãos.Em 2004 e 2005, porque essa insistência para do Vava….vaaaaaaaaaaaaaa a M….

  3. COMUNISTA VERDE AMARELO
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2019 – 15:15 hs

    Ah coitado, perdeu o próprio SHOWLÓRIO! Quanta pena né, que perseguição política, tão fácil e tão pertinho. Bastava um voo de helicóptero – era só desviar um dos que estão resgatando corpos em Brumadinho – e arregimentar num estalar de dedos um batalhão de policiais pra proteger sua sacrossanta e inocente pessoa!
    VOCÊ TÁ PRESO, BABACA!

  4. aldebaran
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2019 – 17:32 hs

    uai siio o home perdeu o trem de novo…..assim nao tem jeito de fazer comicio;

  5. Aprigio Fonseca
    quarta-feira, 30 de janeiro de 2019 – 18:19 hs

    A verdade que se cagam de medo do Lula ,tanto que elegeram um debiloide para presidente para tudo continuar fluindo para o Capital.

  6. indignado 3
    quinta-feira, 31 de janeiro de 2019 – 9:43 hs

    Agora piorou de vez, colocaram o conteúdo da BOLSA que tiraram do Bolsonáro no cérebro do Bunda Tatuada ou Aprígio Fonseca, e o resultado foi devastador. é tanta merda que este energúmeno fala que
    esta difícil, ler este blog sem ficar indignado

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*