R$ 12,9 milhões desviados do Ministério do Trabalho | Fábio Campana

R$ 12,9 milhões desviados do Ministério do Trabalho

Investigações da Polícia Federal no âmbito da Operação Registro Espúrio, que apura irregularidades no Ministério do Trabalho, identificaram desvios de 12,9 milhões de reais de uma conta administrada pela pasta, e uma nova fase da ação foi deflagrada hoje para aprofundar as investigações.
O desvio saía da Conta Especial Emprego e Salário, um fundo abastecido com dinheiro de contribuição sindical e administrado pelo ministério, por meio de pedidos fraudulentos de restituição. O STF expediu 14 mandados de busca e apreensão a serem cumpridos por agentes da PF em Brasília, Goiânia, Anápolis e Londrina.

(Foto: Bia Fanelli/Folhapress/Reprodução)


2 comentários

  1. quinta-feira, 13 de dezembro de 2018 – 11:53 hs

    Boa!! No MT está cheio de apadrinhados com pedigree para esse tipo de comportamento. Bom investigar mesmo, principalmente os detalhes dos provimentos de auditores. Ou estaremos diante de mais uma coincidência da década passada. Ou Lava-se à Jato, ou a água acabará até chegar no outro vértice garantidor da corrupção. Olham apenas para o topo, porém os 11 se mantém porque a base central é 3 vezes (11×3) maior para suportar os vários e insignificantes trabalhadores da base piramidal, equiparados até à “porteiros e passagem” obrigatória e momentânea.

  2. Jihad
    quinta-feira, 13 de dezembro de 2018 – 12:55 hs

    Alguém trabalhou em Londrina, no Ministério, e depois foi para Brasília nos últimos anos?!
    Toda a região central e apenas Londrina no sul?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*