Por que o PT rejeita a 'mea-culpa' | Fábio Campana

Por que o PT rejeita a ‘mea-culpa’

Radar, VEJA

Não é só arrogância a razão pela qual o PT e Fernando Haddad resistem em admitir seus erros.

Pesquisas do partido mostram que a mea-culpa atrairia tantos votos quanto afugentaria eleitores, principalmente entre os mais fiéis.


5 comentários

  1. Parreiras Rodrigues
    domingo, 2 de dezembro de 2018 – 12:39 hs

    E anuncia Haddad como líder. Desde quando liderança se impõe?

  2. domingo, 2 de dezembro de 2018 – 15:14 hs

    Bah,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

  3. Diego
    domingo, 2 de dezembro de 2018 – 18:51 hs

    O PT só está pensando em sobreviver. Mea culpa é questão de longo prazo pra esquerda em geral, não pro partido. Mas somente o mea culpa não serve, tem que rever a estratégia inteira e retrabalhar do zero. E isso levará muitos anos.

  4. incitatus
    domingo, 2 de dezembro de 2018 – 19:15 hs

    KKK já viram bandidos admitindo que são bandidos? São tudo, menos bandidos

  5. Antonio Tadeu Meneses
    segunda-feira, 3 de dezembro de 2018 – 9:12 hs

    A vida é feita de acertos e erros.

    Portanto problemas e erros são oportunidades de melhorias e ganhos. Por isso não se deve escondê-los, é muito mais fácil e menos custosos resolvê-los no local e momento onde eles ocorrem, isto permite a melhoria e ganhos mais rapidamente.

    A negação e ocultação dos problemas e erros só os complicam mais ainda, aumentam suas consequências e seus custos. Então ao invés de escondê-los deve-se investir em uma sistemática de identificação e resolução.

    Autocontrole significa identificar, quantificar, priorizar as soluções e não a ocultação dos erros e problemas.

    Para melhorar o acesso dos navios aos portos é muito mais viável remover as pedras ocultas no leito do canal de navegação do que aumentar o nível do mar.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*