"Ou se nasce homem, ou se nasce mulher" | Fábio Campana

“Ou se nasce homem, ou se nasce mulher”

“Com o tempo passou-se a instituir outras coisas à sociedade, como por exemplo a malfadada ideologia de gênero, dizendo que ninguém nasce homem ou mulher, que isso é uma construção da sociedade. Isso é uma negação a quem é cristão, é uma negação a quem realmente acredita no ser humano. Ou se nasce homem, ou se nasce mulher”.
Jair Bolsonaro, durante a inauguração do terceiro colégio militar da PM do Rio, batizado com o nome de seu pai.

(Foto: Adriano Machado/Reuters)


12 comentários

  1. Marcelle
    segunda-feira, 17 de dezembro de 2018 – 17:47 hs

    Se uma pessoa quer se relacionar com outra do mesmo gênero, o problema e dela. Isso não é questão de identidade civil ou social, mas apenas o direito de ser feliz e ter sua intimidade respeitada. Não se pode impor algo para pessoas aceitarem “guéla abaixo” quando o direito humano é a liberdade de pensamento. Ou seja, podemos escolher qual cor gostamos e nos identificamos. Ninguém vai nos abrigar a gostar da cor X ou Y porque é politicamente correto. Eu posso ser a favor de campanha contra o câncer e odiar a cor rosa. E daí?! Se alguem nasce menino ou menina, quem tem que se aceitar como é???? 1 pessoa queria ser mulher, e por isso todo uma sociedade deve aceitá-lo, ao invés de ele se aceitar como nasceu??
    Desafio qualquer um à procurar se alguma pessoa que se afirma gay nunca teve algum problema de abuso ou trauma na infância! O foco não é aceitar quem ela é ou o quê optou. Ela é livre!! O foco é se preocupar pq toda essa geração se preocupou em afirmar isso, ao invés de superar os traumas que o levaram à desistir de quem é.

  2. Escolada
    segunda-feira, 17 de dezembro de 2018 – 17:58 hs

    Pq nossos pais e avós estariam errados?? A educação daqueles que possuem mais de 35 anos deu errado??? Deixamos de ter o orgulho e a referência dos militares, pela disciplina e coragem, para nos espelharmos em pessoas que tiveram um passado exatamente como suas personalidades recentes nos mostram?!
    Quantos que apanharam dos pais nos anos 70 ou 80 são marginais, maconheiros ou frustrados hj?? E quantos que nunca apanharam e nunca tiveram limites são corretos e confiantes/confiáveis hoje?
    Chega de exclusão social de quem pensa diferente e é constrangido a ficar em silêncio. Se a sociedade se perdeu, é porque nunca se encontrou com Deveres e Obrigações. Esse é o preço da facilidade sem suor. A lamentação e a busca por um culpado. Esse pessoal todo tatuado e ativista, daqui 15 anos será etiquetado pelo mercado de trabalho e não terá espaço, já que deixaram de estudar para fazer “aquilo que gostam e os fazem felizes”. Os que foram esquecidos serão valorizados.

  3. Bea
    segunda-feira, 17 de dezembro de 2018 – 18:06 hs

    Diversidade é legal né?! Até um gay querer usar o banheiro feminino e se sentir ofendido porque a filha de alguém não gostou, ainda fazendo escândalo pq ninguém entende que o próprio SUS o reconhece como mulher em seu interior, pagando inclusive cirurgia.
    Que lindo. Aonde chegamos. O Pão e Circo ocupou o povo com essas discussões ridiculas enquanto os governantes acabavam com a Petrobras e exploravam os traumas e as frustrações dos que tinham decepções na vida. Cairam direitinho e agora?? Quem vai passar a mão na cabeça? os Cartórios que lucraram com tanta escritura pública de União Estavel e Divorcio. Tudo planejado. Hahaha. E quem vai admitir?! Melhor trabalhar a cabeça.

  4. SERGIO SILVESTRE
    segunda-feira, 17 de dezembro de 2018 – 20:05 hs

    Puxa vida o sujeito é um ser onipotente.

  5. SERGIO SILVESTRE
    segunda-feira, 17 de dezembro de 2018 – 20:06 hs

    Puxa vida o sujeito é um ser onipotente.que frase inédita,

  6. Vilmar
    segunda-feira, 17 de dezembro de 2018 – 23:18 hs

    Certíssimo Presidente!

  7. Jair Pedro
    terça-feira, 18 de dezembro de 2018 – 7:53 hs

    Mas, alguns tomam outro gosto na vida e que é de pleno direito.
    Por exemplo: tatuou na própria bunda a figura de seu ídolo maior, a do Lula ladrão e vive feliz a exibi-la sonhando em ser reconhecido como o fã nº 1.
    Vamos dizer o quê?

  8. Parreiras Rodrigues
    terça-feira, 18 de dezembro de 2018 – 9:12 hs

    O corpo humano foi projetado de forma a permitir a procriação, a perpetuação da espécie, através de órgãos afins. Ai, a imaginação do ser foi inventando coisas e deu no que tá dando. “No que tá dando” foi de lascar, né?

  9. terça-feira, 18 de dezembro de 2018 – 9:37 hs

    Mesmo sendo a frase verdadeira, eu respeito o SS, cada um dá o que tem e se quer dá ninguém tem nada com isso. O Cara vem aqui criticar a opinião do Bolsonaro é porque saiu do armário…

  10. Pedro
    terça-feira, 18 de dezembro de 2018 – 11:50 hs

    Quanta bobagem. O futuro presidente, fala o que não conhece. E vocês vão emitindo suas próprias opiniões sem respeitar o ser humano que é diferente de vocês. Quanta hipocresia, o que esta se discutindo hoje no Brasil, em outras partes do mundo já é assunto resolvido a muito. E isso não tem nada a ver com posição política, ser de direita ou esquerda. É apenas respeitar o ser humano como ele é. E mais, se ele é homossexual ou não, não é uma escolha dele. E sim, nasceu assim, não se vira…

  11. Rogéria Lobo
    terça-feira, 18 de dezembro de 2018 – 13:51 hs

    Pq homossexuais, em sua grande maioria, possuem histórias de vida difíceis e não raro serem abusados na infância?? Isso é escolha??? Pq os homossexuais não podem respeitar opiniões contrárias também?? Só os outros devem respeita-los?
    Acordem. Isso tem uma causa sim, seja social, biológica ou familiar. Vejam a estrutura familiar da grande maioria das pessoas homossexuais. Até quando falar sobre isso vai causar polêmicas?! Estão “tapando o sol com a peneira”!
    Não adianta falar apenas aquilo que eles querem ouvir!! O apoio e a ajuda não vêm dos que pensam igual. Favor refletir quem realmente precisa aceitar quem, ou se aceitar. Impor traumas não é tratar.

  12. sexta-feira, 21 de dezembro de 2018 – 22:59 hs

    “Ou se nasce decente homem, ou se nasce político”

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*