Ministro do Meio Ambiente de Bolsonaro é condenado por improbidade | Fábio Campana

Ministro do Meio Ambiente de Bolsonaro é condenado por improbidade

Ricardo Salles (Novo), futuro ministro do Meio Ambiente no governo de Jair Bolsonaro (PSL), foi condenado no final da tarde de ontem por improbidade administrativa.
A ação foi movida pelo Ministério Público que o acusou de ter favorecido empresas de mineração em 2016, ao acolher mudanças feitas nos mapas de zoneamento do Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental do Rio Tietê, naquela época ele secretário do Meio Ambiente de São Paulo.
O juiz determinou a suspensão dos direitos políticos de Salles por três anos, pagamento de multa e proibição de contratar com o Poder Público, mas entendeu que não rolou treta maior porque o plano alterado por Salles acabou não sendo aprovado.

(Foto: Evaristo Sá/AFP)


Um comentário

  1. PitBull
    quinta-feira, 20 de dezembro de 2018 – 20:29 hs

    Tá condenado? Manda pra lata do lixo…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*