Militares vão ter que ceder | Fábio Campana

Militares vão ter que ceder

Em entrevista à agência Reuters, o futuro ministro da Secretaria de Governo, Carlos Alberto dos Santos Cruz, afirmou que todas as categorias vão ter que ceder, inclusive os militares, para que a Reforma da Previdência de Jair Bolsonaro seja aprovada. Segundo ele, tem categorias que precisam ceder alguma coisa, caso do Judiciário, do Ministério Público, de todo o funcionalismo público. “E aí entram os militares no meio. A idade de aposentadoria por exemplo tem que ser mexida”, defendeu Santos Cruz.
Os militares são responsáveis por quase metade do déficit da Previdência pública, o que levou a equipe econômica a tentar convencer o presidente eleito que terá de haver mudanças de alguma forma, informou o Globo.


3 comentários

  1. Edson
    quinta-feira, 20 de dezembro de 2018 – 0:04 hs

    É preciso fazer a reforma da Previdência! Todo mundo tem que dar um pouco, fazer sua parte! Só que tem uma coisinha: por quê ninguém fala nada em cobrar os grandes devedores da previdência? Nem mesmo a oposição? Nem o Blog do Esmael? Nem o Conversa Afiada?

  2. Rogério
    quinta-feira, 20 de dezembro de 2018 – 11:43 hs

    Espero que ao fazer esta reforma, pelo menos equiparem os militares com os direitos dos civis como FGTS, hora extra, feriados com 100 %, carga horária de 48 horas semanais, vale refeição etc ..

  3. antonio carlos
    quinta-feira, 20 de dezembro de 2018 – 15:00 hs

    Quando os milicos cortarem a própria carne ao resto só restará fazer o mesmo. A choradeira vai ser grande a começar pelas filhas dos milicos, elas não vão mais passar a vida vivendo da pensão do papai. Não existe reforma exitosa sem danos colaterais, ninguém consegue fazer omelete sem quebrar alguns ovos. Antes que encerre, pelo jeito estamos tratando de assuntos diferentes, porque os servidores civis não contam com o FGTS desde dezembro de 1990.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*