Guedes fala em 'meter a faca no Sistema S' | Fábio Campana

Guedes fala em ‘meter a faca no Sistema S’

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou a convidados da Firjan que o Sistema S não deve ser poupado das reformas previstas pelo governo. “Tem que meter a faca no Sistema S também. Estão achando que a CUT perde o sindicato, mas aqui fica tudo igual? Como vamos pedir sacrifício para os outros e não contribuir com o nosso?”, acrescentando que os empresários parceiros sofrerão menos cortes que os demais. O presidente da Firjan, Eduardo Eugênio Gouvea Vieira, à frente da federação há 25 anos, concorda com o economista.
A informação é do BR18.

(Foto: Sergio Moraes/Reuters)


4 comentários

  1. Do Interior...
    segunda-feira, 17 de dezembro de 2018 – 16:55 hs

    Sistema S é um cabide de emprego político. Muitas pessoas, estruturas enormes para empregar meia dúzia de gatos pingados.
    É fácil compreender. Basta ir na frente de qualquer dos prédios do SESI SENAI e ver o tamanho da estrutura. Depois compare com uma Delegacia da Receita Federal que atende centenas de municípios. Pronto, não fecha.

  2. Parreiras Rodrigues
    segunda-feira, 17 de dezembro de 2018 – 17:19 hs

    Fumo. Daquele lá de Arapiraca…

  3. antonio carlos
    segunda-feira, 17 de dezembro de 2018 – 17:55 hs

    O Sistema S faz o que quer com a montanha de dinheiro que recebe todo mês, é tanta grana que se dá ao luxo de patrocinar o esporte, escolhendo quem quer patrocinar. E não pedindo contrapartida, assim é bom demais, para os patrocinados

  4. Paulão
    segunda-feira, 17 de dezembro de 2018 – 21:07 hs

    O sistema S se desvirtuou muito ao longo do tempo.Atualmente além de receber um percentual compulsório da folha de pagamentos das empresas, os entes do S cobram por qualquer atendimento que venham realizar .Não a toa, este volume financeiro arrecadado tem servido para custear muitos “cabides de empregos” e favorecimentos ao compadrio, afora os casos de corrupção. Portanto o Paulo Guedes está corretíssimo em sua pretensão

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*