Diretor da Universidade do Norte Pioneiro é encontrado morto | Fábio Campana

Diretor da Universidade do Norte Pioneiro é encontrado morto

G1

O diretor do campus de Cornélio Procópio da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP ), Sérgio Roberto Ferreira (foto), morreu após ser agredido dentro da instituição na noite desta quinta-feira (20).

Um professor da universidade foi preso em Teodoro Sampaio, em São Paulo, e confessou o crime, segundo a Polícia Civil. Ele mora em Cornélio Procópio e tinha fugido da cidade, ainda de acordo com a polícia.

Ferreira foi encontrado na sala onde trabalhava com ferimentos na cabeça por funcionários da instituição e chegou a ser encaminhado ao hospital, mas não resistiu.

Os funcionários disseram à polícia que no local havia sinais de possível luta corporal e também um papel no qual continha uma advertência para o professor.

De acordo com o delegado Luciano de Souza Purcino, os funcionários também relataram que o suspeito tinha um histórico de problemas comportamentais. Ele deve ser levado para a delegacia de Cornélio Procópio, mas sem data definida ainda.

Os policiais apreenderam uma machadinha na residência do professor.

No Boletim de Ocorrência (B.O), a família da vítima relatou que Sérgio saiu de casa após receber a ligação de um professor da universidade para que pudessem conversar.

A universidade decretou luto de três dias em homenagem ao diretor e disse que ele foi vítima de um “possível homicídio”. Veja a íntegra da nota:

“É com imenso pesar que a Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) comunica a morte do professor Sérgio Roberto Ferreira, diretor do Campus de Cornélio Procópio. O professor faleceu por volta das 20h desta quinta-feira, dia 20 de dezembro, vítima de possível homicídio. A morte está sendo investigada pela Polícia Civil do município.

A UENP decreta luto oficial de três dias em homenagem à memória do diretor Sérgio Roberto Ferreira, que desde 1990, atuava como docente do curso de Administração, do qual por diversas vezes esteve como coordenador e chefe de departamento. Atualmente, o professor estava cumprindo o segundo mandato como diretor do Campus de Cornélio Procópio.

A Universidade ainda não possui informações sobre horário e local do velório que deverá acontecer nesta sexta-feira, 21 de dezembro, em Cornélio Procópio. A UENP presta condolências à família e amigos do professor”.


2 comentários

  1. antonio carlos
    sexta-feira, 21 de dezembro de 2018 – 12:18 hs

    Que horror, mais um caso para ficar por isto mesmo. O assassino vai se apresentar de braço dado com o advogado, presta o depoimento de sempre e sai com entrou, pela porta da frente da delegacia. E vai passar o Natal e o Ano Novo na praia. O cara é réu confesso.

  2. magister
    sábado, 22 de dezembro de 2018 – 6:04 hs

    Sou um semi-analfabeto, mas pqp o sujeito que escreveu essa matéria não pode ser chamado de jornalista.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*