Aulas de comportamento na web para juízes | Fábio Campana

Aulas de comportamento na web para juízes

Para evitar que juízes fiquem pelas redes a falar demais, a Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados resolveu fazer um cursinho de boas maneiras para que as excelências usem Twitter, Instagram, Facebook ou participem de grupos de WhatsApp de forma mais polida.
Algumas preocupações estão nas pautas das aulas como a segurança dos juízes, o cuidado para evitar questionamentos em processos que estejam atuando e a necessidade de evitar divulgação das preferências pessoais por políticos ou partidos.
Dias Toffoli, o chefão do STF, que já avisou que não usará redes sociais durante sua gestão, aprova o curso. Aliás, no STF só dois ministros estão em atividade no Twitter: Alexandre de Moraes e Gilmar Mendes.

(Foto: Enfam/Divulgação)


2 comentários

  1. quarta-feira, 26 de dezembro de 2018 – 12:27 hs

    E aqueles que ainda não demonstraram os requisitos exigidos em edital de concurso público?? Estão em situação de precariedade?? Mesmo atuando há 10 anos?! Como se comportar nesses casos?!

  2. antonio carlos
    quarta-feira, 26 de dezembro de 2018 – 14:45 hs

    Como dizia o ex-juiz Sérgio Moro, só falava no processo. Mas a tentação de irem pelo mesmo caminho do Joaquim Barbosa é grande. Só um segundo na mídia pode garantir um gozo de felicidade poucas vezes conhecido.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*